NO: Vacinação contra gripe continua nesta terça nas seis UBS’s

A vacinação contra a gripe continua nesta terça-feira (7), das 7h às 15h30, nas seis unidades básicas de saúde de Nova Odessa. Serão 789 doses à disposição de pessoas acima de 60 anos, profissionais de saúde e agentes de segurança pública e salvamento, grupos prioritários da primeira fase da campanha nacional. No entanto, a sequência da imunização não terá o sistema ‘drive thru’, no qual idosos são vacinados dentro do carro.

Nesta segunda (6), 861 doses foram aplicadas no Ambulatório de Especialidades Médicas e nas UBS’s do Centro, São Jorge, São Manoel, São Francisco, Alvorada e Marajoara. De acordo com a Secretaria de Saúde, o movimento foi tranquilo em todos os pontos de vacinação, inclusive no ‘drive thru’ montado no ambulatório.

“Seguimos com a vacinação em todas as unidades básicas de saúde para que todos dentro dos perfis prioritários possam receber a dose da vacina. Retomamos a campanha com 1.650 doses enviadas pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica Campinas [GVE] e tivemos um dia tranquilo. Reforçamos o pedido para que idosos, profissionais de saúde e segurança pública procurem um dos postos”, afirmou o secretário de Saúde Vanderlei Cocato.

Desde que a campanha teve início, em 23 de março, 6.221 pessoas foram vacinadas em Nova Odessa. As doses foram repassadas ao município em quatro lotes de 1,9 mil, 2,1 mil, 1.360 e 1.650 frascos, pela ordem. A meta da Secretaria de Saúde é vacinar seis mil idosos nessa etapa, além de profissionais dos dois outros grupos prioritários. A primeira fase da campanha nacional de imunização contra a gripe segue até o próximo dia 15.

No dia 16, começa a segunda etapa, com foco nos professores e doentes crônicos. O Dia ‘D’ será em 9 de maio. A partir dessa data, também serão vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, adultos de 55 a 59 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o nascimento do bebê), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha termina no dia 22 de maio.

O início da campanha foi antecipado de abril para março pelo Ministério da Saúde para auxiliar na triagem de infectados pelo novo coronavírus. Depois da imunização, os profissionais de saúde avaliam que será mais fácil identificar casos do novo coronavírus. Este ano, a vacina protege contra os vírus Influenza A-H1N1, A-H3N2 e B.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE