NO: Vacinação contra gripe é ampliada

Policiais militares, guardas civis, membros da Defesa Civil e funcionários dos Correios poderão participar da Campanha de Vacinação contra a Gripe. A ampliação dos grupos prioritários foi anunciada na última sexta-feira pelo governador Geraldo Alckmin. A imunização segue até o dia 26 deste mês.
 “Já estamos fazendo um levantamento do número de profissionais deste novo grupo para que possam ser imunizados”, explicou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Paula Mestriner. “Assim como os demais pacientes que fazem parte dos grupos considerados prioritários, eles deverão se dirigir a um posto de saúde para serem vacinados”, continuou. Secretário de Saúde, Vanderlei Cocato afirmou que a Campanha segue até o dia 26 e ressaltou que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários devem se imunizar. “Esta é uma campanha muito importante e peço para que as pessoas atendam ao chamado e se dirijam a um posto de saúde para se vacinar. Esta é uma doença que, dependendo da idade e condições de saúde da pessoa, pode levar a morte”, lembrou. Além de imunizar contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009, a vacina protege a população contra os vírus H3N2) Influenza B. Segundo a Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa, já foram imunizadas 4,8 mil pessoas contra a doença desde o início da Campanha. No sábado (13) foi realizada a mobilização nacional com abertura dos postos de saúde das 8h às 17h e 937 pessoas foram vacinadas. Além do novo grupo prioritário anunciado pelo governador, podem tomar a vacina contra a gripe profissionais de saúde, pessoas com mais de 60 anos, gestantes e puérperas, crianças entre seis meses e 4 anos e 11 meses, indígenas, pacientes com doenças crônicas e professores. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE