NO. Unidade respiratória atende 20 no primeiro dia

Vinte pacientes receberam atendimento na Unidade Respiratória de Nova Odessa nesta quinta-feira (23), primeiro dia de funcionamento do espaço estruturado para dar atenção exclusiva a usuários da rede pública com doenças respiratórias e sintomas de gripe ou contaminação pelo novo coronavírus. O balanço foi divulgado pela Secretaria de Saúde.
De acordo com a pasta, a maioria dos que procuraram o serviço apresentou quadros de síndrome gripal e asma. Todos foram medicados e liberados. “?? importante reforçar à população que todos que estiverem com problemas respiratórios devem procurar a nova Unidade Respiratória, não mais as UBS’s e o Pronto-socorro do Hospital e Maternidade Municipal ‘Dr. Acílio Carreon garcia'”, afirmou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato.
A unidade inaugurada nesta quinta-feira funciona na antiga UBS (unidade básica de saúde) 5, no Jardim Alvorada, e atende pacientes com asma, bronquite, sinusite, gripes e resfriados e possíveis casos de coronavírus. Ela funciona 24 horas por dia, de segunda a segunda, e conta com equipes formadas por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, assistentes sociais e fisioterapeutas. A estrutura possui seis leitos para pacientes graves, todos com respiradores (caso necessário), e oito para pacientes leves. 
“Esse número de 14 leitos vai aumentar gradativamente, de acordo com o cenário vivenciado em Nova Odessa, podendo chegar até 60 leitos nesta Unidade Respiratória. ?? importante ressaltar que esse espaço foi organizado e planejado para atender até 60 leitos”, reforçou o secretário de Saúde.

Montada com suporte de médicos – entre eles a infectologista Silvana Aparecida Marquez Souza – e enfermeiros, a Unidade Respiratória possui alas exclusivas para pacientes com suspeita de coronavírus e alas para o atendimento dos demais pacientes. “Pessoas que sofrem de asma, por exemplo, estão sendo medicadas e liberadas. Da mesma forma quem tem sinusite e precisa passar por uma sessão de inalação. Não havendo a necessidade de internação, esse paciente será liberado”, exemplificou Cocato. 
De acordo com o secretário, a centralização é necessária para que as seis UBS’s espalhadas pelo município e o Hospital Municipal tenham condições de fazer outros atendimentos, além de contribuir para que o vírus circule o mínimo possível.
“A partir de agora, o nosso Pronto-socorro segue com os atendimentos de urgência e emergência, preservando os pacientes, as equipes de trabalho, mulheres que realizam partos em nossa maternidade e seus bebês. Em relação às unidades básicas de saúde, já estamos planejando a retomada gradativa dos serviços que foram suspensos no início da pandemia, como a vacinação de rotina”, explicou Cocato.
BOLETIM. Nova Odessa tem seis casos de Covid-19 confirmados, entre eles uma morte. Nesta quinta, a Secretaria de Saúde recebeu do Instituto Adolfo Lutz resultados de três exames negativos. Agora, são 12 casos descartados, incluindo um óbito. O município ainda aguarda o resultado de seis casos suspeitos e a investigação de duas mortes.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE