NO tem 1º semestre sem homicídios depois de 13 anos

Nenhum caso de homicídio doloso (com intenção) foi registrado em Nova Odessa nos primeiros seis meses deste ano, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (25) pela SSP (Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado de São Paulo). O município não passava o primeiro semestre sem ocorrências de assassinato desde 2006. Foi a segunda vez que a cidade zerou o índice de homicídios, na série histórica iniciada em 2002.

De 2007 a 2018, ao menos um assassinato foi cometido na cidade no período, de acordo com a estatística da SSP. Os picos de ocorrências foram registrados pela Polícia Civil do município em 2007 e 2012, com quatro crimes por ano entre os meses de janeiro e junho. Nos últimos seis anos, o índice não passou de três casos no primeiro semestre.

O chefe de Segurança Municipal, Franco Júlio Felippe, atribui o resultado ao trabalho do Serviço de Inteligência da Guarda Civil Municipal e à união das forças de segurança do município. ???Estruturamos o trabalho na cidade em três pilares: videomonitoramento, inteligência e policiamento ostensivo e repressivo. Dessa maneira, temos conseguido agir preventivamente, desarmando e prendendo criminosos. Mas, essa engrenagem só funciona com todos, Guarda, Polícia Militar e Polícia Civil, sincronizados???, explica Felippe.

Os reflexos dessa ação sincronizada podem ser verificados na queda dos principais indicadores de criminalidade. Segundo números divulgados nesta quinta, os furtos de veículos caíram 32,2% no 1º semestre, na comparação com igual período do ano passado. Foram 40 casos este ano contra 59 em 2018.

Furtos e roubos em geral também diminuíram. Setenta e nove pessoas registram queixa de roubo na delegacia da cidade nos primeiros seis meses deste ano. No ano passado, foram 89 ocorrências (-11,2%). Os furtos recuaram 7,7% – 265 casos em 2019 ante 287 em 2018. Roubo de veículo apresentou estabilidade, com dez registros nos dois primeiros semestres.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE