NO recebe 7 médicas para UBSs

Nova Odessa conta com sete novas médicas cubanas para atender os pacientes. As profissionais, que estão na cidade através do programa Mais Médicos, do Governo Federal, desembarcaram no País esta semana e na quinta-feira, foram recebidas no gabinete pelo prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza, pelo secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, e por vereadores. “Temos um compromisso com a saúde e estou muito feliz em dar as boas-vindas a estas profissionais que, tenho certeza, farão um ótimo trabalho em nossa cidade”, disse Bill. “Elas somarão forças aos nossos profissionais para dar um atendimento mais humanizado aos nossos pacientes”, continuou. Idalma Levya Dominguez, Liset Aguilera Muguercia, Odalis Ricardo Casanova, Suleidys Rosabal Gonzalez, Yanara Perez Avila, Yayma Godinez Perera e Yoldaynys Reyes Cardenas desembarcaram no Brasil na quarta-feira. “Nos próximos dias elas cuidarão de sua mudança para Nova Odessa e também participarão de um programa de reconhecimento da cidade, bem como treinamento do sistema de atendimento de nossa rede pública de saúde”, explicou Cocato. Segundo ele, as profissionais iniciam as atividades nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) no dia 14 de agosto. “Precisamos deste período para adaptação das profissionais e para acertar questão documental”, explicou. O secretário afirmou que as médicas atuarão nas UBSs do Centro (I), São Jorge (II), São Manoel (III) e Jardim Alvorada (V). “As UBSs do Centro, São Manoel e Jardim Alvorada receberão duas médicas cada. No São Jorge já temos uma médica cubana atendendo, então será encaminhada mais uma profissional para completar a equipe”, explicou. “Estamos felizes em receber as profissionais. Nos últimos meses surgiram inúmeras informações sobre o programa Mais Médicos, inclusive a descontinuidade deste projeto em algumas cidades”, lembrou. “Fizemos um trabalho diferenciado, fui à Brasília verificar pessoalmente esta situação e agora celebramos a vinda das profissionais, que são reforço importante para nosso trabalho”, continuou.
O secretário destacou que Nova Odessa obteve índices satisfatórios em avaliações realizadas pelos governos estadual e federal, o que contribuiu para que o Município conseguisse a renovação do programa e o envio de novos profissionais. “Vamos, agora, trabalhar para a implantação da primeira Equipe de Saúde da Família em nossa cidade, oferecendo um trabalho mais humanizado e mais próximo dos pacientes”, adiantou. De acordo com Cocato, o contrato de permanência das profissionais na cidade é de três anos. A Prefeitura é responsável pelo pagamento de auxílio moradia e auxílio alimentação. “Já o salário pelo serviço prestado é pago diretamente pelo Ministério da Saúde, já que se trata de um programa do governo federal”, explicou. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE