NO quer reciclar 300 tons mês

Com um projeto pioneiro no município, a Prefeitura de Nova Odessa tem como meta ampliar em até três anos os atuais 3% do montante de resíduos sólidos recicláveis para 30%, passando de 30 para 300 toneladas/mês. Atualmente, a cidade produz cerca de 1.000 toneladas/mês de resíduos sólidos.No ano passado, a Prefeitura de Nova Odessa firmou uma parceria com uma associação de direito privado sem fins lucrativos com o objetivo de otimizar o trabalho da cooperativa CooperSonhos, que atua na reciclagem de materiais há 14 anos. “Nasceu o programa ViraSer”, contou a diretora de Meio Ambiente, Parques e Jardins, Fernanda Dagrela.A proposta do grupo Gaia, formado pelo Gaia Social e o Gaia Negócios Sociais, é a de reduzir os resíduos recicláveis que vão para os aterros sanitários, diminuindo assim os gastos do poder público com a destinação e ainda ‘amenizar’ os impactos ao ambiente. ?? o que explica Geraldo Virginio, consultor técnico de projetos da organização.”O principal desafio é elevar o índice de coleta seletiva. Estamos buscando recursos, articulando parcerias para compra de novos equipamentos, capacitando os cooperados e aplicando novas ferramentas de controle e gestão”, explicou o consultor.Até o fim do mês, a cooperativa deve receber uma máquina prensa, utilizada para diminuir o volume de materiais como papelão, garrafas e plásticos. Além disso, com o apoio da prefeitura e da organização, está previsto ainda para o primeiro trimestre deste ano, a execução de reforma na cobertura e no piso da cooperativa, além da instalação de um sistema de prevenção de acidentes e de incêndios e uma rotina de controle de vetores de doenças ocasionadas por animais peçonhentos.O projeto também tem como meta elevar o faturamento da cooperativa e a renda dos trabalhadores cooperados. “Atualmente, já é possível aumentar cerca de 50 toneladas de materiais, mas para isso é preciso ampliar a abrangência do serviço de coleta, mas para isso é preciso que a população seja mais conscientizada da sua própria responsabilidade de fazer a separação correta dos materiais recicláveis a partir de casa”, sugeriu Virginio.Está prevista até o fim do primeiro semestre, a implantação de ações ambientais de conscientização como, por exemplo, campanhas de coletas seletivas nas escolas, empresas, pontos comerciais e condomínios residenciais.Em Nova Odessa há três pontos de coleta de materiais recicláveis: um no Jardim Santa Rosa, um no Mathilde Berzin e outro no Jardim São Jorge, além de um ecoponto no bairro Monte das Oliveiras, destino também para diversos outros tipos de materiais.”Esses pontos foram implementados nos últimos anos e têm dado muito certo. Agora, a prefeitura firmou mais essa parceria para ajudar a cooperativa a aumentar a reciclagem e assim estamos contribuindo com o meio ambiente e, consequentemente, com a qualidade de vida das pessoas que vivem aqui”, concluiu Fernanda.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE