NO: ‘Pronto socorro’ psicológico inicia atendimentos

Começou a funcionar nesta quinta-feira (24), no Ambulatório de Especialidades Médicas de Nova Odessa, o “pronto socorro psicológico” que vai atender gratuitamente a população, uma vez por mês, das 16h às 20h, sem necessidade de agendamento de consulta. O projeto é resultado de parceria da Secretaria de Saúde com um grupo de psicólogos voluntários e vai reforçar o serviço oferecido pelo município.

O pronto atendimento é o amadurecimento do plantão psicológico realizado no final do mês passado, no encerramento das atividades do “Setembro Amarelo”, campanha de conscientização sobre a depressão e medidas de prevenção ao suicídio. Na ocasião, seis profissionais prestarem serviço de acolhimento imediato e gratuito à população.

Para o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, o novo serviço vai agilizar e qualificar o atendimento oferecido na rede municipal. “A demanda por atendimento psicológico é crescente não só no nosso município, mas em todo país. Temos muita gente sofrendo de depressão. Pessoas que precisam de ajuda e não podem esperar. Esse projeto vai nos ajudar a dar a celeridade necessária e desafogar a lista de espera”, avaliou Cocato.

Para ser atendido, basta o usuário da rede municipal se dirigir ao ambulatório em dias de plantão. Ele receberá atendimento pessoal, privativo e terá todo suporte necessário. “Quando você está triste, desesperado, não encontra uma luz. O plantão serve para isso; para socorrer as pessoas em conflito, em depressão, que perderam uma pessoa querida, estão com problemas de relacionamento”, explicou a psicóloga Marlei Aparecida Cunha, que está à frente do projeto, junto com a jornalista Marineuza Lira.

De acordo com o grupo, a proposta do projeto Agap (Acolhimento Genuíno de Atenção Psicológica) é oferecer escuta qualificada e auxiliar os pacientes na busca de equilíbrio emocional. “A psicologia tem um estigma de ser algo desnecessário, frescura. No entanto, as pessoas precisam cuidar da saúde mental da mesma forma que trata da saúde física”, afirmou a psicóloga Maria José de Andrade, durante a palestra “Se Toca, Prevenir é Legal”.

Integrante do projeto, Maria José também abordou na palestra a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A exposição foi feita dentro das atividades do Outubro Rosa, campanha realizada em parceria pela Secretaria de Saúde e o Fundo Social de Solidariedade.

Além do acompanhamento dos psicólogos voluntários projeto Agap e demais profissionais da rede municipal de saúde, os pacientes também podem contar com suporte do CVV (Centro de Valorização da Vida), que atende gratuitamente pelo telefone 188.

Os próximos plantões de atendimento serão realizados nos dias 21 de novembro, 19 de dezembro, 23 de janeiro, 20 de fevereiro, 19 de março e 23 de abril. Também participam do projeto as psicólogas Bruna Oliveira Santos, Danielle Sanches, Cynthia Saraiva, Débora Rocha de Souza e o psicólogo Davi Liepkan.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE