NO: projeto proíbe lavar calçadas com água tratada

Com o intuito de dar ferramentas para a Administração Municipal coibir desperdício de água em Nova Odessa, o vereador Antonio Alves Teixeira, o professor Antonio (PT), protocolou na Câmara projeto de lei que pretende proibir o uso da água tratada canalizada na lavagem de calçadas. O parlamentar argumenta que é necessária a racionalização do uso de água, tendo em vista a escassez do recurso hídrico. O projeto prevê multa de aproximadamente R$ 100.
De acordo com o vereador, a limpeza de calçadas deve ser feita através de varredura e recolhimento de detritos, ou através da utilização de baldes, panos molhados ou escovão. O projeto veda a lavagem com água tratada canalizada, exceto nos casos imprescindíveis à eliminação de material contagioso ou que tragam dano à saúde. ?? prevista, em caso de descumprimento, multa no valor equivalente a 5 UFESPs (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo), aplicável em dobro, na reincidência. Em 2014, a unidade tem valor de R$ 20,14.
A Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) realizou um estudo que apontou a necessidade da redução em 30% do consumo médio de água por habitante em Nova Odessa. Segundo os dados, o consumo médio diário de cada morador da cidade é de 200 litros, mas para garantir o abastecimento habitual até outubro, quando está previsto o início do período de chuvas, esse consumo teria que diminuir para 140 litros.
Além disso, está havendo o fechamento dos reservatórios no período noturno como estratégia para economizar até 15% da água tratada distribuída diariamente. O projeto do vereador está tramitando e deve ser analisado após o recesso parlamentar, que termina no próximo dia 31.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE