NO: Pref. recolhe 3 caminhões de criadouros em arrastão

 NO: Pref. recolhe 3 caminhões de criadouros em arrastão

Agentes de combate à dengue e funcionários da Diretoria de Parques e Jardins da Prefeitura de Nova Odessa recolheram três caminhões de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti no último sábado (8), durante arrastão preventivo no bairro Residencial Triunfo. A ação foi coordenada pelo Setor de Zoonoses, vinculado à Secretaria de Saúde.

De acordo com a coordenadora do setor, a veterinária Paula Faciulli, foram vistoriadas 283 moradias. Dez casas estavam fechadas. Nenhuma larva do transmissor de doenças como dengue, febre amarela e chikungunya foi encontrada nos imóveis visitados.

“Entre os objetos recolhidos, o que mais chamou a nossa atenção foi a quantidade de brinquedos quebrados jogados nos quintais, sem uso. Muitos deles, como baldinhos e carrinhos, acumulam água e podem virar criadouros”, afirmou a veterinária. Segundo ela, também foram recolhidos móveis, vasos sanitários, pratinhos de plantas e pneus.

Para o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, a ação reforça a necessidade de operações frequentes no município. “Mais uma vez, conseguimos neutralizar potenciais criadouros do Aedes e ajudar moradores a manterem seus quintais limpos e seguros. Seguiremos com os arrastões, de segunda a sábado, em todas as regiões da cidade”, avaliou Cocato.

Os próximos arrastões aos sábados estão marcados para os dias 7, no bairro Mathilde Berzin, e 14 de março, no Jardim Eneides. No entanto, a programação pode mudar, caso sejam confirmados novos casos de dengue em outras regiões. “Quando registramos um caso positivo, damos preferência para fazer o bairro do doente”, concluiu o secretário.

SITUA????O SOB CONTROLE. Levantamento divulgado na sexta-feira (7), pela Secretaria de Saúde, apontou que o Índice de Breteau medido no mês passado em Nova Odessa foi de 0,5. O indicador é usado para aferir o nível de infestação do mosquito. Os índices entre 1 e 3,9 significam sinal de alerta, enquanto superiores a 4, risco de surto. O município registrou três casos de dengue em 2020.

Relacionados

Leave a Reply