NO inicia terceira fase da vacinação contra gripe

 NO inicia terceira fase da vacinação contra gripe

A terceira fase da campanha de vacinação contra gripe começa na próxima segunda-feira (11), em Nova Odessa, com foco em crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, grávidas e mães no pós-parto até 45 dias. Esse público-alvo poderá receber a dose da vacina em todas as unidades básicas de saúde da cidade até sexta-feira (15). A Secretaria de Saúde estima que mais de 4,2 mil pessoas nesses perfis estejam aptas à imunização no município. A meta é atingir pelo menos 90%.

Por determinação do Programa Nacional de Imunizações, o Dia ‘D’ da campanha, que ocorreria neste sábado (9), foi cancelado e a terceira fase foi dividida em duas etapas, para evitar aglomerações nos postos. A segunda ocorrerá entre 18 de maio e 5 de junho para professores das escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Crianças, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência poderão ser imunizadas das 7h30 às 15h30, nas UBS’s do Centro e dos jardins São Jorge, São Manoel, São Francisco, Alvorada e Marajoara. “Pedimos para que pais e mães se organizem, avaliem o melhor horário e procurem a unidade mais próxima da sua casa com a caderneta de vacinação”, afirmou o secretário de Saúde do município, Vanderlei Cocato.

Na segunda fase, encerrada nesta sexta (8), foram vacinados caminhoneiros, motoristas de ônibus, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional, adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e presos. O balanço da cobertura vacinal dessa população ainda não foi finalizado pela Vigilância Epidemiológica.

A Prefeitura de Nova Odessa imunizou 100% dos idosos e dos profissionais de saúde na primeira fase da campanha, realizada entre 23 de março e 15 de abril. Foram vacinadas 6.304 pessoas acima de 60 anos e 695 trabalhadores da área de saúde. A Secretaria de Saúde esclarece que a vacina não protege contra o novo coronavírus. No entanto, como é eficaz na prevenção ao vírus Influenza (A-H1N1, A-H3N2 e B), auxilia os profissionais de saúde na identificação de infectados pelo novo vírus.

A secretaria reforça que as pessoas não imunizadas dos grupos prioritários enquadrados nas fases anteriores ainda podem procurar uma das unidades de saúde.

Relacionados

Leave a Reply