NO inicia exames de vista e entrega óculos

A Secretaria de Educação e o Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa iniciaram esta semana os exames de vista e entrega de armações de óculos do projeto “Ver e Ouvir para Aprender”, que prevê a realização de testes de acuidade visual em crianças da fase II da Educação Infantil. A iniciativa prevê ainda a doação de armações e descontos nas lentes para crianças que tiverem constatado problemas de vista. Na última quarta-feira, dia 28, teve início a entrega dos primeiros óculos.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza, destacou a importância do projeto, que foi sugerido por ela após saber da história de uma mãe que descobriu que a filha tinha 7 graus de hipermetropia em um olho e 4,5 de astigmatismo em outro. O fato evidenciou a importância de se identificar precocemente problemas de vista para que possam ser corrigidos. “?? um projeto muito importante, porque pode mudar a vida de crianças que apresentavam dificuldades na aprendizagem”, disse.
A expectativa é que 1.200 crianças sejam atendidas pelo projeto. Até agora já foram realizados cerca de 500 exames em três creches de Nova Odessa e, deste total, aproximadamente 200 alunos apresentaram algum tipo de problema visual.
Os testes visuais estão sendo realizados nas escolas por profissionais da ??tica Diniz, também responsável pela doação das armações. Ao ser identificada alguma deficiência, a criança é encaminhada a um oftalmologista. Em seguida, os alunos que têm algum problema recebem gratuitamente a armação de óculos e uma lista de todas as óticas da cidade para que os pais providenciem as lentes, que custam em média R$ 28.
“?? mais uma ferramenta para completar toda a assistência dada para o aprendizado das crianças nas escolas do Município”, disse a Secretária de Educação, Claudicir Brazilino Picolo. “Muitos pais e mães não se atentam para esses problemas ou não têm condições de providenciar esse acompanhamento profissional”, complementou a diretora de Educação Infantil, Fabiana Vaughan Hartgers.
PROBLEMA RESOLVIDO – Mãe de Pedro Miguel, de 5 anos, Luciana Santos de Oliveira destacou a importância do projeto, que possibilitou detectar que ele tem miopia de 1,25 grau no olho direito e 0,75 no esquerdo. “Ele tinha dores de cabeça frequentes, além de reclamar que a linha do caderno tremia”, relata.
“Em casa percebemos que ele se aproximava bastante da televisão para assistir e que estava com dificuldade para enxergar. Fizeram o teste e constatou miopia de 2,5 graus no olho esquerdo e 2,25 no direito. ?? importante antecipar (o diagnóstico), porque ele sentiria mais o problema no ano que vem, quando ingressasse no 1º ano”, relatou a mãe de Gabriel, de 5 anos, Daiane Bernardo Donha.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE