NO: Fundo Social recebe R$ 10 mil do Movimento Volta Consciente SP

O Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa recebeu nesta semana uma doação de R$ 10 mil do Movimento Volta Consciente SP, criado por empresários para cobrar definições sobre o isolamento social e reivindicar uma volta ao trabalho com segurança, para garantir o equilíbrio entre saúde e economia. A iniciativa conta com apoio de empresas e sindicatos, como o Sinditec, sindicato das indústrias têxteis de Americana e região.

De acordo com o Volta Consciente, o valor foi arrecadado entre os meses de abril e maio, a partir da doação de empresas e pessoas que acreditaram na iniciativa. “Quando os principais objetivos do movimento foram atingidos, os líderes decidiram que os valores doados e não utilizados seriam repassados para instituições e organizações que estivessem ajudando pessoas impactadas pela pandemia. Como muita das empresas participantes são de Americana e região, o Fundo Social de Nova Odessa foi lembrado e selecionado para receber parte das doações”, informou o movimento, por meio de nota.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa, primeira-dama Andréa Souza, agradeceu ao movimento pela contribuição. “Desde o início, o Volta Consciente se mostrou uma iniciativa responsável, buscando o equilíbrio entre a prevenção à transmissão do novo coronavírus e a retomada gradual da economia. Com esse gesto, os integrantes fecham o ciclo, manifestando sua preocupação com as pessoas duramente afetadas pela pandemia. Estão todos de parabéns!”, afirmou Andréa Souza.

Segundo o Fundo Social, o dinheiro doado vai ser investido na aquisição de cobertores que serão entregues a famílias cadastradas na Diretoria de Cidadania e Gestão Social, por meio da campanha ‘Inverno Solidário’, lançada no mês passado pelo órgão.

Paralelamente à arrecadação de cobertores, o órgão coordena a campanha ‘Nova Odessa decreta Estado de Solidariedade’, por meio da qual já foram distribuídas 5,4 mil cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade provisória em razão da pandemia. A ação emergencial é realizada através de doações e recursos próprios da Prefeitura.

Além do fundo novaodessense, também foram contemplados o Centro Infantil Boldrini, em Campinas; Hospital de Amor de Barretos; Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo); ONG (organização não governamental) Gerando Falcões, de Poá, na Grande São Paulo; e os fundos de solidariedade de Americana e Ibitinga.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE