NO: Etec recebe cineasta britânica nesta terça-feira

A cineasta britânica May Taherzadeh apresenta nesta terça-feira, 24, na Escola Técnica Estadual (Etec) de Nova Odessa, seu curta-metragem Uma escolha (Mercy’s Blessing). O evento faz parte de um projeto piloto, desenvolvido por meio de parceria entre o Centro Paula Souza (CPS) e a ClassApp, empresa brasileira com aplicativo do mesmo nome que conecta instituições de ensino, pais e alunos. A iniciativa propõe a utilização da narrativa audiovisual para abordar temas importantes para o universo escolar.

“Conseguimos trabalhar, de forma leve e interessante, assuntos como permanência escolar, a importância dos estudos e a continuidade da formação acadêmica, entre outros”, avalia o coordenador de projetos da Unidade de Ensino Médio e Técnico (Cetec) do CPS, Fernando Bertolino Junior.

Além de Nova Odessa, mais oito Etecs da Região de Campinas participam do projeto: Etec Prefeito Alberto Feres (Araras), Trajano Camargo (Limeira), Euro Albino de Souza (Mogi Guaçu), Pedro Ferreira Alves (Mogi Mirim), Deputado Ary de Camargo Pedroso e Coronel Fernando Febeliano da Costa (ambas de Piracicaba), Prof. Armando Bayeux da Silva (Rio Claro) e Prof. José Dagnoni (Santa Bárbara D’Oeste).

Cinema e educação

Na última terça-feira, 17, cerca de 90 pessoas, entre diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais de Etecs da Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital, assistiram ao filme e participaram de um debate com a cineasta sobre seu uso pedagógico. Representantes das Escolas Técnicas de Nova Odessa e Rio Claro, na Região de Campinas, também apresentaram alguns resultados da atividade nas unidades.

Com o apoio de instituições como Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), o filme foi apresentado em escolas de mais de 50 países para explorar diversos temas, de acordo com a realidade local.

No dia 16, mais de 800 alunos da Etec Pedro Ferreira Alves, de Mogi Mirim, assistiram ao filme e conversaram com May Taherzadeh.

Educação e igualdade

Premiado em 12 festivais internacionais, Uma escolha se passa em uma vila rural da República do Maláui, país africano de aproximadamente 16 milhões de habitantes. Conta a história de um casal de irmãos que luta para permanecer na escola e ter a possibilidade de fugir da pobreza extrema, destino de grande parte da população local, principalmente das mulheres.

“Apenas 25% das meninas de Maláui concluem o primário. Destas, 5% terminam o Ensino Médio. Metade casa ainda adolescente e tem a vida escolar interrompida por uma gravidez indesejada”, explica Taherzadeh, que nasceu no Reino Unido, mas cresceu em diversos países da região meridional da África, entre os quais, Maláui.

“Quis fazer o filme para inspirar pessoas de todo o mundo a se tornarem ativistas pela educação e igualdade de gênero”, diz a diretora. “?? importante debater como nós, com nossos privilégios, podemos ajudar que tem menos oportunidades.”

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE