NO e Sindicato discutem dissídio salarial

A Prefeitura de Nova Odessa apresentou na última quarta-feira, dia 16, a contraproposta da pauta de reivindicações protocolada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. Em reunião com os membros da entidade, a Administração propôs reajuste salarial de 9%, a ser pago nos meses de março, junho e agosto. Foi proposto também aplicação do mesmo percentual à cesta básica. Atualmente, a prefeitura conta com 1.442 servidores.

A direção do Sindicato foi recebida pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza, acompanhado dos secretários Francisco Mauro Ramalho (Administração), Mara Beatriz Kilmeyers (Finanças) e do diretor de Assuntos Jurídicos, Demetrius Adalberto Gomes.
Durante a reunião, o prefeito explicou aos diretores do sindicato que a crise econômica pela qual passa o País e a consequente queda na arrecadação sentida no município, aliada ainda ao limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, impedem que a Administração ofereça um reajuste superior a 9%.
O diretor ressaltou ainda que, ao contrário de outras cidades da região, Nova Odessa tem honrado com pagamento dos servidores em dia, de forma integral.
Ramalho afirmou que esta foi a primeira reunião com o sindicato para discussão da pauta e que outras reivindicações feitas pela entidade estão sendo analisadas. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE