NO: Corte de comissionados revolta tucanos

A revolta tomou conta do ninho tucano depois que o prefeito de Nova Odessa, Manoel Samartin (PDT), assinou um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público, reduzindo pela metade –de 120 para 60– o quadro de servidores comissionados. Para o presidente da CM-NO, Adriano Alves (PSDB), a atitude do executivo ???engessa??? a administração do prefeito eleito Bill Vieira de Souza (PSDB). ????? inevitável uma reforma administrativa no início do governo Bill???, comentou durante a sessão de ontem. Adriano também informou que o partido já está estudando uma forma de tentar reverter a situação junto ao MP.

Ao Jornal de Nova Odessa, Samartin negou que o acordo vai engessar o novo governo e disse que a decisão foi tomada por conta da ação civil proposta pelo MP contra ele, após representação do vereador Vagner Barilon (PSDB), que questionou a regularidade da contratação de 35 servidores comissionados.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE