NO: Aula sobre teste do pezinho e fibrose cística

Profissionais de enfermagem da rede municipal de saúde de Nova Odessa tiveram, na última quarta-feira (18), uma aula sobre a importância do teste do pezinho no diagnóstico da fibrose cística, doença genética grave mais comum da infância que atinge mais de 70 mil pessoas no mundo. A palestra foi ministrada no auditório da Prefeitura pela pesquisadora da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Dra. Aline Gonçalves, que é especialista em  saúde da criança e do adolescente.

De acordo com a enfermeira Regina Mendes da Silva, coordenadora da Atenção Básica do município, a palestra foi dirigida a enfermeiros e técnicos de enfermagem com objetivo de capacitá-los para atender melhor os usuários da rede. “A aula da doutora Aline foi fundamental para que nossos profissionais fiquem mais atentos na triagem neonatal e ampliam sua capacidade técnica para cuidar cada vez melhor dos pacientes”, disse Regina.

A aula “Triagem neonatal com ênfase no exame do pezinho e fibrose cística” faz parte do programa de capacitação permanente oferecido pela Prefeitura de Nova Odessa aos profissionais da rede municipal de saúde. A medida é um dos pilares da gestão do secretário de Saúde, Vanderlei Cocato. “Fazemos a diferença quando olhamos para nossos pacientes de forma diferente e cuidamos deles com profissionalismo, conhecimento e carinho. Aulas como essa ajudam a fortalecer esses quesitos”, afirmou Cocato.

A fibrose cística é uma doença genética, crônica, que afeta principalmente os pulmões, pâncreas e o sistema digestivo. Um gene defeituoso e a proteína que ele produz fazem com que o corpo produza muco até 60 vezes mais espesso que o normal. Esse muco leva ao acúmulo de bactéria e germes nas vias respiratórias, podendo causar inchaço, inflamações e infecções como pneumonia e bronquite, comprometendo os pulmões.

Aline Gonçalves é graduada em odontologia pela PUC-Campinas, mestre e doutora em saúde da criança e do adolescente pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. A pesquisador atua, principalmente, nas áreas de odontopediatria, odontologia na primeira infância, motricidade oral, fibrose cística, métodos de diagnóstico, fisiologia de glândulas salivares, doença crônica e/ou aguda em pediatria.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE