Na ONU, Temer defende legalidade do impeachment

(Reuters) – O presidente Michel Temer usou seu discurso na abertura da Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira, para afirmar que o processo de impeachment de Dilma Rousseff ocorreu “dentro do mais absoluto respeito constitucional” e que o país tem “compromisso inegociável com a democracia”.
“O fato de termos dado esse exemplo ao mundo verifica que não há democracia sem Estado de direito, sem que se aplique a todos, inclusive aos mais poderosos. ?? o que o Brasil mostra ao mundo”, disse Temer, que assumiu a Presidência efetivamente no final de agosto.
“Temos um Judiciário independente, um Ministério Público atuante, e órgãos do Executivo e do Legislativo que cumprem seu dever”, afirmou o presidente. “Não prevalecem vontades isoladas, mas a força das instituições, sob o olhar atento de uma sociedade plural e de uma imprensa inteiramente livre.”
Para Temer, o país precisa agora retomar o crescimento econômico e a geração de empregos. “Temos clareza sobre o caminho a seguir: o caminho da responsabilidade fiscal e da responsabilidade social.”
O presidente aproveitou para reforçar a posição brasileira contra o protecionismo.
“Muitos cedem à resposta fácil do protecionismo. Não nos podemos encolher diante desse mundo”, disse. Ao contrário, temos de nos unir para transformá-lo. Transformá-lo pela diplomacia, uma diplomacia equilibrada, mas firme, sóbria, mas determinada, uma diplomacia com pés no chão, mas com sede de mudança”, disse.
“?? urgente impedir que medidas sanitárias e fitossanitárias continuem a ser utilizadas para fins protecionistas. ?? urgente disciplinar subsídios e outras políticas distorcivas de apoio doméstico no setor agrícola.”
Nesse quadro, Temer também falou da importância das parcerias para o desenvolvimento do Brasil, tanto em investimento, como em comércio e ciência e tecnologia. “Nossas relações com países de todos os continentes serão, aqui, decisivas.”

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE