Mulheres são mortas por ‘crime de honra’

Uma mulher acusada de ter fugido do marido para casar novamente, uma tia e uma prima – acusadas de ajudar a jovem – foram assassinadas no fim de semana pela própria família em uma cidade conservadora do Paquistão.

A jovem de 22 anos, natural de Karachi, se casou há dois anos com um comerciante da localidade, mas retornara há alguns meses a sua cidade natal, com a ajuda da tia e de uma prima. Em Karachi, ela conheceu outro homem com o qual viajou a Swat, noroeste do país. O clã do marido a encontrou e o conselho tribal de Jawaki determinou a morte das três mulheres. 
As mortes foram executadas pela própria família das vítimas. Os corpos foram enterrados nesta segunda-feira. “?? um caso de crime de honra, decidido pela justiça tribal em uma região na qual o código penal paquistanês não tem força de lei”, declarou uma fonte do governo que pediu anonimato.
No Paquistão, país onde os casamentos geralmente são determinados ou impostos, quase 1 mil mulheres ou adolescentes foram assassinadas em 2011 por “desonra” da família, segundo a Comissão Nacional dos Direitos Humanos.
Com informações da AFP

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE