Mulheres com ovário policístico propõem 1 mês sem depilação

A síndrome do ovário policístico (SOP) é a causa mais importante de infertilidade feminina e é um dos problemas hormonais mais comuns em mulheres. Alguns dos efeitos colaterais visíveis e que mais incomodam as mulheres é o sobrepeso, espinhas e o excesso de pelos no corpo.

Algumas mulheres travam uma verdadeira batalha com as lâminas. A anomalia pode manifestar-se com o crescimento de pelos grossos no peito, na barriga, queixo e buço, resultando numa aparência masculina.

Cansadas disso, um grupo de mulheres decidiu ficar um mês sem depilar alguma parte do corpo, como forma de promover a consciencialização da síndrome de ovários. 
A organização britânica Armpits4August (axilas para agosto) é um coletivo de mulheres que decidiram aceitar os seus pelos corporais. Quem não quiser aderir pode fazer doações à ONG Verity, que apoia mulheres com ovários policísticos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE