Mário Gatti diagnostica sexto caso de doença rara de pulmão-rim

Pela primeira vez um caso raríssimo de doença pulmão-rim, conhecida como Síndrome de Goodpasture, foi diagnosticado pelas equipes de Terapia Intensiva e de Nefrologia do Hospital Municipal Dr. Mário Gatti. Trata-se de um homem de 60 anos, morador de Campinas e que deu entrada na urgência do pronto-socorro no dia 22 de março deste ano.

Depois de um mês internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), do Hospital Mario Gatti, o portador da Síndrome de Goodpasture foi transferido para o Hospital de Clínicas da Unicamp. A médica Eliana Pires, da equipe de nefrologia do Mário Gatti, explicou que pela raridade e complexidade da Síndrome de Goodpasture, o caso se tornou objeto de estudo de caso clínico. Para ela, o diagnostico representa um avanço no trabalho dos especialistas do hospital municipal.
AULA – A aula de estudo de caso para médicos e residentes foi realizada no dia 15 de maio e contou com a participação de Maria Almerinda, professora de nefrologia da Unicamp. Antes do diagnóstico da Síndrome de Goodpasture feito pelo Mário Gatti, outros cinco casos da mesma doença foram identificados pela equipe de nefrologia do Hospital da Unicamp. 
Somando o recente diagnóstico, a região de Campinas registrou seis portadores da doença rara nos últimos 20 anos. Dados estatísticos sobre biopsias renais realizadas no Brasil, revelam que entre meio a um paciente em 1 milhão de pessoas são acometidas da doença no país.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE