‘MPT na Escola’ termina com apresentação de trabalhos

“Todo mundo tem seus direitos garantidos, mas tem criança que não tem. Escola, saúde, lazer, educação, mas tem crianças que não tem. Então, vem com a gente fazer a diferença contra o trabalho infantil”. Com esse refrão, os alunos do 4º ano da Emefei (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação Infantil) Augustina Adamson Paiva, de Nova Odessa, estão concluindo o projeto MPT (Ministério Público do Trabalho) na Escola, nesta semana.

Segundo a secretária de Educação, Claudicir Brazilino Picolo, a composição é um dos resultados do trabalho desenvolvido nos últimos dois meses pelos alunos de 4º ano da rede municipal. “?? emocionante colaborar com o desenvolvimento de valores e ética destas crianças. Um projeto como este não tem preço”, declarou. Os melhores trabalhos selecionados pela secretaria e representantes do MPT vão representar a cidade na etapa regional. Os alunos puderam optar nas categorias conto, poesia, esquete teatral, música, desenho ou curta-metragem.

Segundo a supervisora da rede municipal de Educação, Marli de Oliveira Pontes, responsável pela implantação do projeto na cidade, desenvolvido nas 11 escolas de Ensino Fundamental do município, o projeto envolveu 620 alunos, 23 professores, onze diretores e onze coordenadores pedagógicos, além da equipe da secretaria.

Após a capacitação dos professores realizada em julho, os coordenadores realizaram a multiplicação nas unidades escolares para os professores dos quartos anos. “O trabalho foi desenvolvido nas salas de aula durante todo o mês de agosto e início de setembro. A cartilha do material desenvolvido pelo MPT apresentava textos e atividades com o objetivo de discutir, refletir e buscar soluções sobre a problemática do trabalho infantil”, explicou. O projeto também discutiu a questão com materiais diversificados como jogo de tabuleiro, gibi e pôsters.

A diretora de normas pedagógicas, Erika Sanches Salazar, disse que o MPT na Escola é um importante projeto de construção de valores e noções de cidadania, alinhado com a lei.  “?? nosso dever como educadores proporcionar um ensino global. Sem dúvida, é mais um importante instrumento de educação implantado com êxito pela nossa cidade”, concluiu. O MPT na Escola é um projeto da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), órgão do Ministério Público do Trabalho, e integra o programa de Resgate à Infância.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE