‘MotoUber’ chega a Campinas

A Picap, startup responsável pelo aplicativo de motos voltado ao transporte de passageiros, começa a operar, no próximo dia 19, em Campinas. Os motociclistas interessados poderão se cadastrar a partir do dia 9. Neste primeiro momento, os motoristas ficarão com 100% do valor da corrida. O app pretende dobrar sua posição no Brasil este ano. A empresa anunciou recentemente que pretende investir, em 2020, US﹩ 5 milhões. O serviço já é utilizado em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Teresina, Fortaleza, Manaus, Goiânia e Campo Grande.

A Picap apresenta uma solução barata, rápida e ágil em relação aos graves problemas de mobilidade urbana existentes, principalmente, nos grandes centros urbanos. Na prática, ela permite que o usuário fuja dos congestionamentos e consiga otimizar o seu tempo no dia a dia. Não à toa, a Picap apresenta um crescimento médio de 200% ao mês.

– Nosso objetivo é apresentar uma alternativa de modal para melhorar o fluxo de mobilidade, principalmente nas grandes cidades. O cidadão passa a contar com uma possibilidade a mais para escapar do trânsito caótico nestas capitais, reduzindo em 50 % o tempo de deslocamento. E isso a um preço 30% menor que os demais aplicativos de carros particulares – explica o CEO da Picap, Diogo Travassos.

Atualmente, a empresa conta com 150 mil usuários, além de oito mil motociclistas cadastrados. A startup acredita que poderá dobrar esses números até o final do primeiro semestre deste ano.

A Picap nasceu na Colômbia, em 2016, e chegou, ao fim do primeiro semestre deste ano, a uma média de um milhão de viagens realizadas mensalmente, a partir de uma base de 20 mil motociclistas ativos e 200 mil usuários. Além do Brasil e Colômbia, a Picap mantém operações no México, Argentina, Peru, Chile, Uruguai e Guatemala. A expectativa da empresa é dobrar sua atuação na América Latina no próximo ano.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE