Morte com botijão: Sem flagrante, homem foi liberado

Edson Viveiros Lourenço, 47, se entregou à Polícia Civil em Sumaré no sábado à noite, ele confessou ter matado a mulher com golpes de botijão de gás na cabeça e três facadas às 15h de quinta-feira, em Campinas, e pediu para ser preso. Ele foi indiciado por homicídio, mas acabou liberado por não haver flagrante, porém ele resolveu fugir por medo de sofrer represálias na cadeia.

Segundo o irmão, S.V.L., 41, Lourenço foi para a casa de uma prima esperar a prisão, mas agora está com medo de se entregar. Ele não soube dizer se o irmão está em Campinas ou em Sumaré.

Veja também em: Brutalidade: homem mata a golpes de botijão

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE