Morre girafa do Parque Ecológico

A girafa fêmea do parque Ecológico de Americana foi encontrada morta em seu recinto na manhã desta quarta-feira (24). Ainda não é possível saber a causa mortis de Sininho (nome da girafa), e o exame de necropsia seria realizado ainda nesta quarta no próprio recinto. Tancredi, ainda informou que o animal tinha 15 anos, e estava em Americana, havia 14 anos.
Girafa se machuca ao tentar pegar comida 

No dia 16 de Setembro de 2006, a girafa macho de nome Carícia foi transferida do Pq Ecológico de Americana, para o Zoo de São Paulo. Na época, houve uma grande operação de transporte que durou quase dois dias.

Nota da prefeitura de Americana 
Comunicamos que na madrugada do dia 24 veio a óbito, no Parque Ecológico Municipal ???Eng. Cid de Almeida Franco???, a exemplar fêmea de girafa (Giraffa camelopardalis), carinhosamente chama de ???Sininho???. O animal que nasceu em 4 de setembro de 2001, no Zoológico de São Paulo, foi transferido para Americana em 22 de setembro de 2002. Veio para cidade juntamente com outra fêmea para período de adaptação.  Uma vez adaptada, sua companheira retornou a São Paulo em 19 de setembro de 2006.  Nos últimos 10 dias o animal apresentava sinais de mudança de comportamento e resistência alimentar, levando ao alerta de um possível problema. Iniciou-se, então, uma rotina veterinária de diagnóstico e tratamento. O animal é considerado uma espécie de difícil manejo em cativeiro, pelo grande porte, e em função de risco de anestesia, estava em observação pelos biólogos e veterinários. Sua alimentação foi, por várias vezes, modificada na tentativa de uma melhor ingestão da sua dieta.  Com o avançar da idade, estes animais passam a apresentar alguns problemas de saúde, como o desgaste dos dentes, que dificulta a apreensão e mastigação de alguns componentes de sua dieta em estado natural. Portanto, foram feitas várias tentativas de adaptação alimentar como cozer os alimentos mais duros e picar as verduras, oferecer outros tipos de folhas e suplementos alimentares.  A equipe do Zoológico de São Paulo foi acionada imediatamente para acompanhar o procedimento de necropsia e coleta de material para exames complementares que definirão a causa da morte. João Carlos TancrediDiretor do Parque Ecológico MunicipalAmericana, 24 de agosto de 2016

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE