Moro deixa governo Bolsonaro

Alegando não aceitar interferência política e atacando o presidente Jair Bolsonaro, o ex-juiz Sérgio Moro anunciou na manhã desta sexta-feira sua saída do Ministério da Justiça.
Sem citar claramente, Moro deu a entender que são verídicas as infecções de que Bolsonaro quer ter o controle sobre investigações que podem atingir seus filhos nas próximas semanas.

Desde a quinta-feira, a informação é que o presidente precisava ter o controle sobre as investigações que avançam na Polícia Federal sobre as fakenews e o gabinete do ódio.
“Tenho que preservar minha biografia e meu compromisso que assumi inicialmente, com o próprio presidente, de que combateríamos a corrupção. Interferência política eu não posso concordar”, disse Moro. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE