Moradores pressionam por casas em Sumaré

Os moradores da Rua 13 do bairro Manchester, em Sumaré, ganharam uma esperança na manhã de hoje, dia 02. A área onde estão as residências de 67 famílias é considerada de risco muito alto e foco de enchente. O presidente da Câmara Municipal, vereador Welington da Farmácia (PROS), foi até a casa de um dos moradores há duas semanas e fez uma reunião com todos. Nessa ocasião foi possível conhecer a real situação de cada um.
Após essa reunião no bairro, Welington encaminhou um ofício à prefeita Cristina Carrara relatando a necessidade de uma reunião para ouvir os moradores e encontrar uma saída. Hoje pela manhã a prefeita e a secretária de habitação, Geralda Magalhães, juntamente com a equipe da secretaria, estiveram reunidos no Centro Administrativo de Nova Veneza com alguns moradores do bairro.
Welington contou um pouco da dificuldade enfrentada durante a enchente pelos moradores ali presentes e revelou que até a sua casa serviu de pernoite para alguns nos dias mais difíceis. De acordo com a secretaria de habitação, nem todos os moradores estão dentro do critério estabelecido pelo programa do Governo Federal “Minha Casa, Minha Vida”.
Os moradores por sua vez reconhecem que a área é perigosa, mas estão preocupados porque não possuem outra moradia ou condições para aquisição ou, até mesmo, aluguel de outra residência.
A prefeita deixou claro que o que precisa ser feito é evitar uma nova enchente atingindo a casa e destruindo os móveis e pertences desta população. No entanto, destaca que irá buscar uma solução para essas famílias e que não serão pegas de surpresa com a desocupação sem ter destino de moradia certo.
“Essa reunião foi uma porta aberta para resolver o problema dos moradores do Manchester. As sugestões foram dadas, algumas descartadas e outras ainda serão analisadas. O povo foi ouvido e a solução está a caminho. Agora, de imediato, é necessário identificar exatamente quem é cada um dos moradores para ver realmente a forma mais adequada de atender a necessidade dessa comunidade”, comentou Welington.
Após a reunião, ficou decidido que a secretaria de habitação irá fazer uma revisão geral do cadastramento das famílias do Manchester em primeiro lugar. Uma equipe irá a campo para descobrir quais são as casas que possui mais de uma família, quais famílias já foram aprovadas pelo programa habitacional, quais não atendem os critérios e mapear a região. Após essa pesquisa, a administração conseguirá estudar qual iniciativa tomar.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE