Molecada de Sumaré aprende sobre a água

Com o objetivo de incentivar o uso consciente da água e a sustentabilidade hídrica na cidade, alunos da Rede Municipal de Ensino de Sumaré ??? desde a Educação Infantil (a partir de três anos de idade) até o Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) ??? participam do projeto “Multiplique essa Gota”, uma iniciativa que tem o apoio da Prefeitura de Sumaré e é desenvolvida pelo Consórcio PCJ (Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). 
“O projeto visa mobilizar todos os educadores, proporcionando reflexões com os alunos em sala de aula que promovam mudanças de hábitos e atitudes em favor do meio ambiente e da melhoria da qualidade de vida da população”, explicou o prefeito Luiz Dalben. 
A coordenação da Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Educação já encaminhou para as escolas formulários que devem ser preenchidos para a participação no projeto. As unidades deverão realizar ações que envolvam toda a comunidade escolar e apresentar o registro destas atividades por meio de fotos e vídeo editado até o mês de setembro. 
As equipes com os melhores projetos de cinco municípios receberão certificados de “Destaques do Ano”. Na cerimônia de premiação, que acontecerá em novembro, será votado o melhor destes projetos e o eleito receberá troféu e kits educativos.
“Iniciaremos o projeto entregando uma gotinha de borracha para cada escola. Essa gotinha será utilizada como recurso didático para mobilizar todos os alunos da rede municipal a produzir algo que represente a reflexão: ‘E se essa fosse a última gota?’. Os coordenadores deverão mediar as ações junto aos docentes, o coletivo de alunos, funcionários, gestores e pais. Poderão ser produzidos textos, desenhos, paródias, teatros, bem como ações práticas que mudem o contexto da escola e da comunidade para o uso consciente da água”, explicou a professora Fernanda Moranza, coordenadora da Educação Ambiental da Prefeitura.
A iniciativa faz parte do Projeto Gota d’Água, que já ocorreu em Sumaré há algum tempo, mas estava paralisado nos últimos anos e, agora, foi retomado. “A previsão é que as 39 escolas municipais sejam envolvidas nas atividades, englobando cerca de 20 mil alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e EJA e mais 800 educadores”, comentou a secretária municipal de Educação, Mirela Cia Medeiros. As discussões serão em torno de mudanças climáticas, resíduos sólidos, reflorestamento e conservação, entre outros.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE