Mitos e verdades sobre o Pitbull

Se existem animais de estimação emblemáticos, com certeza, o cachorro Pitbull é um deles. O comportamento deste pet divide opiniões, já que alguns acham que a raça é agressiva, enquanto outros afirmam que ele é um cão dócil e amigável. 

Pensando nisso, fizemos uma relação dos mitos e verdades que rondam essa raça tão especial, para esclarecer de uma vez por todas suas dúvidas sobre o Pitbull.O Pitbull é parente do Rottweiler? Mito!Muitas pessoas acreditam que o Pitbull e o Rottweiler possuem algum tipo de parentesco, seja pelo formato do corpo ou pelo tipo de mordida (tesoura). No entanto, a origem das raças são completamente diferentes, sendo o Pitbull originado nos EUA a partir da raça Staffordshire Bull Terrier e o Rottweiler, criado na Alemanha, descendente de cães extintos da Roma Antiga.
Além disso, acredita-se que outra raça que tenha parentesco com o Pitbull, seja o Buldogue Inglês, pois diversas características são bastantes parecidas. Alguns especialistas também afirmam que a origem deste cachorro é grega e bem mais antiga do que se espera. Entre tantas teorias, a única que podemos excluir, com certeza, é de que ele e o Rottweiler são parentes. O Pitbull já foi um cachorro-babá? Verdade! Sim! Apesar de muitos atrelarem uma imagem agressiva ao Pitbull, ele é um cachorro dócil e, particularmente, se dá muito bem com as crianças. Antigamente, a raça era utilizada pra cuidar de crianças nos Estados Unidos e um desses exemplos é o Hulk, um cão de 80 kg, que cuida de dois irmãos, sendo um deles, um pequeno de quase 4 meses. 
Inclusive, o Pit Bull é considerado o 2° cachorro mais tolerante com humanos, perdendo o posto de líder apenas para o Golden Retriever. Além disso, pesquisas afirmam que nas duas primeiras semanas de vida, o pet prefere ficar mais perto de adultos do que da própria mãe. O Pitbull não consegue ser adestrado? Mito!Muito se fala que o Pitbull é um cachorro agressivo por instinto e, por isso, não consegue ser adestrado. No entanto, especialistas do mundo animal afirmam que assim como qualquer cão, ele é capaz de adquirir uma personalidade amigável, desde que seja criado dessa forma a partir da infância.
Inclusive, o Pitbull também pode aprender truques incríveis como qualquer outro pet! ?? claro, toda raça tem as suas características próprias, entretanto, os cães sempre são reflexo do modo que são criados e do ambiente em que vivem. Pitbulls têm a pele sensível? Verdade! Os problemas dermatológicos são os que mais afetam os Pitbulls. Isso porque, os maiores exemplos da raça possuem a pele um pouco mais clara e ainda mais sensíveis que a de outros cães. Por esse motivo, os cuidados com a derme vem ser mais específicos, como protetores solares, shampoos e cremes. 
Mas, fique tranquilo! O fato de um Pitbull ter a pele mais sensível não interfere na rotina dele! Você ainda poderá levá-lo para passear e brincar, desde que escolha os horários mais frescos, como o começo da manhã ou o final da tarde.O Pitbull não é uma raça reconhecida no Brasil? Verdade! Apesar de ser reconhecido pelo American Kennel Club (AKC), um dos maiores clubes de genealogia do mundo, o American Pit Bull Terrier ???  verdadeiro nome da raça ??? não é registrado no Brasil. Por aqui, a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBCK) ainda não reconheceu a raça como pura. 
No entanto, isso diminui o número de fãs que a raça possui! Cada vez mais, vemos Pitbulls integrando famílias e desmistificando a imagem de um cão agressivo e agitado. 
Gostou de saber um pouco mais sobre ele? Que tal correr para uma feira de adoção e procurar uma novo companheiro para o seu lar, hein?

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE