Mito ou verdade: Gatos podem tomar leite?

Uma das principais dúvidas dos proprietários dos gatos é justamente sobre sua alimentação. Afinal, os bichanos podem tomar leite? A veterinária Melanie Marques explica.

Adoráveis, companheiros e divertidos. Os gatos são bons animais que podem servir de companhia para qualquer pessoa. Quando domesticados, passam a fazer parte da rotina da família e merecem toda a atenção, inclusive em relação à sua alimentação.

É nessas horas que muitos de seus donos ficam com a seguinte dúvida: Eles podem ou não tomar leite? Qual é a dosagem ideal? Com a palavra, a veterinária Melanie Marques explica e orienta os proprietários.

Segundo Melanie, a resposta para essa pergunta é: “Sim e não”. Mas, como assim? A veterinária conta que, “quando filhotes, como todos os animais mamíferos, os gatinhos alimentam-se do leite da mãe. Para digerir a lactose (o açúcar do leite), o organismo deles produzem a enzima necessária para a digestão do leite materno”.

Porém, “conforme os gatos crescem, eles se adaptam a ingestão de alimentos sólidos. Como o organismo é perfeito, ele vai gradualmente decaindo a produção da enzima lactase. Como consequência disso, os efeitos de se dar leite é prejudicar o sistema digestório e intestinal, já que, devido a não assimilação adequada – ou seja digestão – do leite”. A veterinária detalha que nesses casos o animal pode sofrer de gases, diarreia e ter até dores abdominais.

Mas, por que em alguns animais eles tomam leite e “nada” acontece? De acordo com a veterinária, “nem todos os felinos domésticos deixam de produzir a lactase de forma similar, tanto a quantidade quanto o tempo que ela será cada vez menos produzida. Mesmo assim, é muito importante lembrar que gatos não podem reclamar de desconforto ou dores, por isso cabe a nós – humanos- sermos responsáveis com as recomendações veterinárias”, completa.

Diante isso, Melanie Marques deixa uma dica: “Ainda que eles gostem do leite, não convém fornecer o alimento. Ele tem sim muitos nutrientes, mas para nossos amigos felinos, o melhor é oferecer uma alimentação balanceada, especialmente produzida para suprir todas as necessidades deles e sem fazer nenhum mal”, completa.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE