Miss bumbum não vai desfilar por tatuagem do Bolsonaro

Erika Canela, musa da escola de samba Unidos de Vila Madalena, foi impedida de desfilar no carnaval 2019 pela tatuagem que tem em sua costela. A Miss Bumbum 2016 cravou no corpo um desenho do atual presidente Jair Bolsonaro. 
Em vídeo, a modelo se posicionou em suas redes sociais. 
“Não era meu intuito estar aparecendo aqui agora, mas por motivos maiores eu gostaria de esclarecer essa confusão. Acho que tenho direito de me defender, até mesmo porque fiz a tatuagem no meu corpo, com meu dinheiro e não prejudiquei ninguém”, afirma.

“Só queria que vocês me respeitassem. O momento em que fiz essa tatuagem, não foi pra passar por isso. A fiz em um momento de euforia. Sou jovem. Então, por favor, respeitem as pessoas”, finalizou.
E não fica por aí, a modelo ainda tem o rosto do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tatuado nas costas.  

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE