Mercado Mundo Mix muda de casa

A receita é simples e já se repete há mais de 20 anos. Jovens criadores se reúnem para expor suas coleções e trabalhos de moda, música e alimentação em um galpão, um espaço comum – itinerante e temporário -, que atrai um público bastante diversificado e antenado, ávido por novidades. Versátil e atual, o evento desta vez chega a Campinas com uma nova proposta, em um novo espaço – público, é claro -, onde as diferenças são bem-vindas e os visitantes podem encontrar ???de tudo???, literalmente.
Desta vez, a feira desembarca nos dias 7 e 8 de abril, das 12h às 20h, no CIS- Guanabara, antiga estação de trem da Mogiana. Restaurada em diferentes etapas, tombada pelo CONDEPACC em 2004 e pelo CONDEPHAAT em 2018, a estação, cedida em comodato à Unicamp, mais uma vez chancela o evento, quase 20 anos depois das famosas edições do MMM realizadas em seu campus. Serão centenas de expositores de moda, decoração, artesanato e gastronomia espalhados pelo pátio do CIS-Guanabara e uma série de atividades gratuitas, entre palestras e workshops sobre empreendedorismo, novos negócios e formas de sustentabilidade e economia circular, no I Encontro de Economia Criativa do Mercado Mundo Mix. Com o intuito de transformar a criatividade em resultado e, mais do que isso, pensar as relações em comunidade, o evento propõe um novo olhar sobre o empreendedorismo, que pede multidisciplinaridade e atenção às novidades e que tem a Economia Criativa e colaborativa como seu carro-chefe.
A Rádio Mundo Mix, comandada pelo DJ Will Robson, também se instala no CIS Guanabara. Além disso, manifestações culturais e bandas locais também poderão subir ao palco para apresentar ao público seus trabalhos autorais.  Originalmente, por volta de 1890, havia na Estação Guanabara apenas uma casa para guarda e uma porteira. Conforme o relatório da Mogiana de 1891, ali se construiu uma estação e um armazém, no local chamado Guanabara. Inaugurada em 1893 como plataforma alternativa para desafogar a estação de partida original (Cia. Paulista), por alguns anos recebeu também os trens da Sorocabana que chegavam da Funilense ou de Mairinque pelo ramal de Campinas, com 13 linhas, caracterizando o intenso movimento de passageiros e mercadorias. 
Localizada na praça Mauá, ao lado do Instituto Agronômico de Campinas, a estação guarda memórias dos áureos tempos campineiros. Em 2006 continuava totalmente abandonada e se tornou moradia para muitos desabrigados. Após a restauração e tombamento, o espaço foi recriado em uma proposta de Centro Cultural de Inclusão e Integração Social idealizado, vinculado e mantido pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PREAC-Unicamp). Composto pelo conjunto arquitetônico recuperado da antiga estação, o CIS-Guanabara consolida seu perfil sociocultural destinado a proporcionar condições de desenvolvimento de projetos de educação, cultura, lazer e emancipação humana por meio de ofertas públicas à comunidade de Campinas e Região Metropolitana. 
O Mercado Mundo Mix, conhecido há mais de 20 anos como o evento que revelou as cidades por onde passou, fomentando novos lugares, bairros e novas formas de ocupação, fecha uma parceria com o CIS-Guanabara para alavancar e mostrar ao grande público da Região Metropolitana de Campinas mais um ponto turístico diferenciado, que está a serviço da cultura e da população.
Já estão agendadas três edições para 2018 no CIS-Guanabara. Ao longo do ano, novos projetos de ocupação e conceitos surgirão nesta iniciativa, que une o saber com o fazer através dos pilares da Economia Criativa.
 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE