Medo do escuro, por Márcio Rogério

Durante muitos anos dormi com um abajur ou uma luz acesa o mais próximo possível do meu quarto. A sensação de acordar de madrugada e não enxergar nada era simplesmente apavorante. Quando acabava a energia e o escuro era inevitável, uma toalha na porta, uma fresta do guarda-roupa ou um edredom levantado se tornavam grandes monstros em minha mente fértil. Noites de tempestades eram ainda piores, além da escuridão, relâmpagos e trovões davam mais vida aos meus pensamentos.
Ninguém nunca me disse que o escuro era ruim, que monstros apareciam, mas eu, em alguma parte da minha vida, criei tudo isso dentro de mim.Depois de anos vivenciando o medo, decidi me desafiar, apagar todas as luzes da casa, fechar a porta e tentar, de alguma maneira, dormir em paz.A princípio a sensação não foi a das melhores, mas estático na cama e envolto no meu edredom surrado, abri meus olhos e o que foi meu “terror” durante anos de minha vida começa a ter outro sentido. Em segundos, começo a identificar a porta, o guarda-roupa, a janela e o que eram “meus monstros” se revelaram coisas comuns que estavam ali independente da claridade do quarto.Os “escuros” de nossas vidas são exatamente assim, a princípio nos dá medo, pavor, vontade de correr, mas quando paramos e nos sobressaímos sobre nossos medos, descobrimos que o monstro criado em nossas mentes férteis, não passava apenas de uma toalha pendurada no guarda-roupa.O escuro faz parte de nossas vidas e, se não tomarmos cuidado, criamos monstros intransponíveis e invencíveis. Outra lição que aprendi com tudo isso é que toda escuridão tem começo, meio e fim. ?? uma fase que só diminui ou aumenta de acordo com nossas atitudes. Quanto mais tempo com medo do escuro, mais os fantasmas vão criando vida e força em nós.Não tenha medo de abrir os olhos, a luz que está em você é maior que qualquer escuridão e os fantasmas só aparentam serem grandes e tenebrosos, mas no fundo não passam de criações feitas para nos fazer fugir da realidade. Logo o dia amanhece, a luz invadi as frestas de seu quarto/vida e surge a certeza que você é muito maior do que qualquer porta aberta, o monstro não existe em lugar nenhum, a não ser na sua cabeça.O dia está chegando, fique calmo, vença o medo, enfrente as batalhas interiores e jamais esqueça que tudo está dentro de você, inclusive a força de abrir os olhos, sacudir a poeira e não se prender nas artimanhas de sua mente. 
Marcio Rogério 
Gestor Público, Pastor, Editor do Blog Vida Vertical, Assessor Parlamentar e Co-Fundador do Projeto Avalanche 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE