Meche quer mais vaga no centro e Gualter questiona cobranças do DAE

O vereador Marschelo Meche (PSL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que requer informações e providências sobre placas de trânsito com proibição de estacionamento de veículos nas proximidades de comércios em horários determinados.  No documento, o vereador menciona reportagem publicada pela imprensa local a respeito da fixação de placas com proibição de estacionamento em vias públicas nas proximidades de comércios na cidade de Americana.

 

“Recebi mensagem de moradores questionando a funcionalidade dessas placas que proíbem estacionar após as 22 horas. O poder público foi ágil em resolver a questão e é compreensível a razão pela qual foram instaladas, mas precisamos monitorar se ainda há áreas na cidade com essa proibição, tendo em vista que isso atrapalha a movimentação das pessoas, o turismo e inibe investimentos. Além do mais, estou requerendo estudo técnico antes de serem fixadas essas proibições”, explicou Meche.  O parlamentar questiona se as placas de proibição de estacionamento estão mantidas em outros locais a fim de impedir os chamados “pancadões”, se a medida reduziu os danos provocados pelo problema e se houve estudo técnico de impacto antes da instalação.

 

O requerimento foi discutido e votado pelos vereadores em Plenário e será enviado à prefeitura para resposta.

Gualter. Reparos de rede gera possível pagamento em duplicidade

O vereador Gualter Amado (Republicanos) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações complementares do Departamento de Água e Esgoto (DAE) a respeito de obras de reparo realizadas pela autarquia e empresas terceirizadas.  No documento, o parlamentar relata que vem acompanhando as obras realizadas pelo DAE na cidade e, após análise de documentos enviados em resposta do requerimento nº 208/2021, observou que alguns reparos realizados ocorreram na mesma data ou com um intervalo muito curto.

 

“Outro ponto identificado é que alguns serviços foram realizados em localidades muito próximas, na mesma rua, apenas alguns metros abaixo. Isso evidencia que a necessidade do reparo pode ter se dado em decorrência de um conserto anterior”, destaca Gualter, que relacionou uma série de endereços para exemplificar as situações.  No requerimento, o autor solicita o envio de relatório de casos como os identificados, referente aos últimos 12 meses, contendo endereço, serviço, ordem de serviço, data de execução, quem realizou o serviço – DAE ou terceirizada – e a data de pagamento. Pede ainda esclarecimentos sobre os casos de reparos realizados diversas vezes na mesma localidade com cópias dos comprovantes de pagamento.

Por fim, Gualter pergunta como o DAE tem procurado resolver casos que apontam para indícios de procedimentos mal executados ou causados pela falta da troca de ramal e se os consertos realizados próximos um do outro são pagos mais de uma vez. O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário na próxima sessão ordinária, que acontece nesta quinta-feira (30).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE