Meche contra violência obstétrica e Dr Daniel pede novos equipamentos

O vereador Marschelo Meche (PSL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana uma indicação cobrando ações e políticas públicas de conscientização sobre a violência obstétrica na rede municipal de saúde e seus prestadores de serviço. No documento, o parlamentar cita que na audiência pública realizada pela Câmara no dia 18 de agosto sobre violência contra a mulher o tema foi abordado por diversos participantes. Meche comenta que o assunto possui pouca visibilidade no Brasil, considerando que as pesquisas revelam que uma a cada quatro brasileiras já foi vítima de violência obstétrica.

 

“Precisamos dar visibilidade diante da omissão do poder público em viabilizar políticas públicas para humanização no atendimento pré-natal, parto ou puerpério. As pesquisas indicam taxas muito altas da ocorrência desse tipo de violência. Cabe ao estado formular medidas de combate, ações de conscientização e levantamento de dados atualizados, e que as ações tenham efeito prático nas unidades públicas e privadas de saúde”, comenta. No documento, Meche indica ao Poder Executivo a realização de ações e, em especial, a formulação de políticas públicas que visem a conscientização sobre a violência obstétrica na rede municipal de saúde e para seus prestadores de serviço da rede privada e instituições conveniadas.

A indicação será relacionada na pauta da sessão ordinária de quinta-feira (26) e encaminhada à prefeitura para análise e atendimento.

 

Dr. Daniel pede novos equipamentos de radiologia para o HM

O vereador Dr. Daniel (PDT) protocolou na secretaria da Câmara um requerimento solicitando informações sobre aquisição de novos equipamentos de radiografia para utilização no Hospital Municipal “Dr. Waldemar Tebaldi”. No documento, o parlamentar informa que hospital conta atualmente, com dois equipamentos de radiografia, popularmente conhecidos por “raios-x”, que estão instalados em duas salas separadas e que essa quantidade seria suficiente para atender a demanda se não ocorressem os constantes defeitos que paralisam a utilização.

 

“Esses dois equipamentos são obsoletos em relação às novas tecnologias disponíveis no mercado. O modelo das radiografias utilizadas é do tipo convencional, sendo que muitas unidades públicas de saúde já adquiriram as radiografias digitais, por serem mais modernas e precisas”, comenta o autor. Dr. Daniel informa ainda que um dos equipamentos encontra-se inoperante por defeito e aguarda a liberação do setor competente para o reparo necessário, enquanto o outro equipamento opera em sua capacidade máxima para atender a demanda.

 

“Diante dessas situações, vimos solicitar informações à administração municipal por entendermos necessário o planejamento da compra para a substituição dos atuais equipamentos por outros modernos para evitar transtornos no atendimento aos pacientes, como quando ficam fora de operação”, conclui o vereador. No requerimento, o autor solicita que a prefeitura informe se há processo aberto para a substituição dos atuais equipamentos de radiologia e quando efetivamente estarão em operação. Caso não exista o procedimento, questiona quais providências se pretende adotar para evitar o atual transtorno ocasionado com a quebra dos aparelhos de raios-x.

 

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário na próxima sessão ordinária, na próxima quinta-feira (26).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE