MEC lança o portal da carteirinha estudantil digital

O Ministério da Educação (MEC) colocou hoje no ar o portal da ID Estudantil, página em que os estudantes poderão fazer o cadastro para obter a carteirinha digital. O hotsite tem um contador que indica a data que estará disponível para início do processo, a partir de 07 de dezembro.

A ID Estudantil poderá ser utilizada por todos os estudantes da educação básica, profissional e tecnológica e superior. A partir de dezembro, os alunos poderão adquirir a ID Estudantil por meio de aplicativos disponíveis nas plataformas Google Play e Apple Store.

O documento permitirá o pagamento de meia-entrada em shows, teatros e outros eventos culturais, sem que isso gere um custo extra, como acontece hoje.

O presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória (MP) da ID Estudantil em 6 de setembro. A MP foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) de 9 de setembro, data a partir da qual teve início o prazo de 90 dias para início da emissão das carteirinhas.

Leia também: Segredos da redação perfeita no ENEM

A emissão de carteirinhas pelo MEC, não tira a prerrogativa de outras entidades. O documento poderá ser emitido ainda por:

    Associação Nacional de Pós-Graduandos

    entidades estudantis estaduais, municipais e distritais

    diretórios centrais dos estudantes

    centros e diretórios acadêmicos

    outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes, conforme definido em ato do ministro da Educação

O MEC firmará contrato com a Caixa Econômica Federal para emissão gratuita ao estudante da ID Estudantil física. A nova carteira física será válida até 31 de março do ano seguinte, enquanto a digital será válida enquanto o aluno permanecer matriculado em estabelecimento que forneça os níveis e as modalidades de educação e ensino.

O documento perderá a validade quando o estudante se desvincular do estabelecimento.

Segundo o MEC, apesar de ser gratuita para o estudante, a emissão da carteira estudantil terá um custo de 17 centavos por documento, que será bancado pelo governo federal.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE