Médicos encerram greve em Sumaré

Os médicos que realizavam a “operação tartaruga” na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Macarenko e no PA (Pronto Atendimento) do Matão aceitaram a proposta da Prefeitura de Sumaré sobre o pagamento dos salários e regularizarão o atendimento 100% nas duas unidades a partir do dia 1º de fevereiro. 
“?? uma grande vitória para toda a população de Sumaré! Com muito esforço, conseguimos chegar a uma proposta que fosse viável. Nossos moradores vão receber um atendimento digno e os médicos também terão suas pendências resolvidas”, comemorou o prefeito Luiz Dalben. 
A proposta foi aprovada em assembleia realizada nesta noite pelo Sindimed (Sindicato dos Médicos de Campinas e Região). Segundo a interventora Luciane Alves da Cunha, os médicos receberão regularmente seus salários a partir deste mês e, com relação aos pagamentos atrasados pela Pró-Saúde, foi aprovado o parcelamento até o mês de novembro.
Na próxima segunda-feira, os médicos já voltarão a atender os pacientes que receberem classificação de risco vermelha ou amarela. 
A partir de 1º de fevereiro, todos os moradores que procurarem a UPA ou o PA do Matão serão regularmente atendidos.
“Após mais de três meses, a greve está encerrada, através de um acordo entre o sindicato e a Prefeitura de Sumaré. Vamos nos manter alertas e vigilantes, mas estamos confiantes que, em quatro anos de mandato, o prefeito vai conseguir, num primeiro momento, recuperar os recursos humanos da Saúde de Sumaré e, posteriormente, recuperar a estrutura”, afirmou o presidente do Sindimed, Casemiro dos Reis Júnior.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE