Médico orienta servidores da Saúde sobre câncer de próstata

Como parte das ações da campanha Novembro Azul, o médico urologista da rede pública municipal, Roberto Quaioti, realizou uma palestra sobre câncer de próstata na quarta-feira (21). Aproximadamente 15 servidores da Secretaria de Saúde participaram do evento, que também contou com a nutricionista, Elaine Cristina Vicentim, especialista em nutrição clínica funcional, que proferiu palestra relacionando os vários tipos de câncer com os hábitos alimentares.

O médico explicou sobre o funcionamento da próstata, as principais doenças relacionadas com essa glândula, estatísticas sobre o câncer de próstata no Brasil, seus fatores de risco, métodos de cirurgia e tratamento, entre outras questões. Segundo ele, o câncer de próstata é um tipo ‘silencioso’, portanto, não detectável por sintomas, mas também o tipo mais lento, situação que contribui para o êxito no tratamento.

O urologista destacou que a doença está diretamente relacionada com o avanço da idade, razão pela qual os homens a partir dos 45 anos devem realizar anualmente o exame de prevenção. “[o homem] A partir dos 45 anos é que ele tem de fazer o controle anualmente, mesmo sem ter sintomas, porque o câncer de próstata não dá sintomas”, esclareceu Quaioti. 

O exame, segundo explicou o médico, consegue detectar em até 80% os casos de câncer, quando feito pelo método convencional (PSA) e 20% pelo toque retal. Como existe uma fração significativa que somente é detectável pelo toque, daí a importância em se fazer os dois exames concomitantemente a cada ano. De acordo com o especialista, 90% dos casos são passíveis de cura, quando diagnosticados precocemente.

Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) referentes ao ano 2016 indicavam que o câncer de próstata é o segundo que mais mata homens no Brasil. Naquele ano, a estimativa foi de 61.200 casos, com um aumento de 28,6% na incidência. Das doenças que acometem a próstata, a maioria dos casos (cerca de 70%) está associada à hiperplasia nodular (câncer benigno), quando há aumento da glândula chegando a causar obstrução da uretra. O câncer representa em torno de 17% das doenças e ocorre na proporção de um para cada seis homens no país.

Manhã toda azul

No período da manhã o secretário de Saúde, Gleberson Miano, se reuniu com servidores da Pasta, para uma foto alusiva à campanha. Depois do registro, os servidores participaram de um sorteio de brindes, os quais foram doados por comerciantes locais.

A maioria das unidades que compõem a rede básica de saúde está promovendo ações em prol do Novembro Azul. Desde o início do mês de novembro, diversas unidades que compõem a rede básica de saúde vêm realizando palestras sobre o tema, sendo a maioria realizada pela nutricionista Elaine Cristina Vicentim.

As palestras tiveram início no dia 8 de novembro, na UBS do Jardim Ipiranga, sendo realizadas geralmente na sala de espera, onde os usuários aguardam por consulta médica. O objetivo é levar aos usuários as orientações sobre as diversas formas de câncer, com ênfase ao de próstata, tendo como foco a incidência relacionada com uma dieta desequilibrada no dia a dia. As palestras ainda serão realizadas até o dia 30 de novembro, conforme programação abaixo:

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE