Marina cotada para o PPS

Emissários da ex-ministra Marina Silva iniciaram ontem conversas com
dirigentes do PPS sobre a possibilidade de ela se transferir para o
partido caso o TSE rejeite a criação da Rede. Por causa dos contatos. O
presidente do PPS, deputado Roberto Freire, suspendeu a viagem que faria
a São Paulo. Ele vai permanecer em Brasília até que se defina a
situação da Rede.

Anteontem, Marina elogiou o PPS, dizendo que se trata
de um partido que vem renovando quadros, defendendo candidaturas
independentes e quebrando “monopólios” da política. O PPS já havia
aberto as portas para José Serra, mas o tucano decidiu ficar no PSDB.

Em Americana, Marina seria acolhida pelo secretário de Saúde Fabrizio Bordon, que preside o PPS, e pelo articulador Osmar Périco.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE