Mandetta. Doria está certo, obedeçam

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, defendeu em entrevista esta segunda-feira, o isolamento, quarentena proposta pelos governadores e criticada pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele foi enfático e disse ao povo. “Por enquanto mantenham as recomendações dos Estados. Já que temos ainda muitas fragilidades no sistema de Saúde”.

Bolsonaro, que está preocupado com a ascensão de Mandetta, decidiu tirar da Saúde as coletivas diárias e levá-las para o Palácio do Planalto. E, além de um representante da Saúde, contará sempre com outros ministros para mostrar o trabalho coordenado
Sobre a letalidade que aumento para 3,5%, o ministro disse que, na realidade, esse número deve ser menor, pois há muitas pessoas com a COVID-19, mas sem fazer o teste. “Quantos mais pessoas fizerem o teste menor será a taxa de mortalidade”, disse.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE