Mamaço leva turma pra praça

Dentro das comemorações do “Agosto Dourado”, campanha que incentiva o aleitamento materno, a Secretaria de Saúde de Nova Odessa realizou a “Hora do Mamaço”, iniciativa inédita na cidade com objetivo de incentivar, em público, a amamentação. O evento reuniu famílias, autoridades e profissionais da saúde na manhã do último sábado, 11, na área atrás da Prefeitura.
As mamães e seus filhos foram recebidos com frutas, música ao vivo, um espaço todo dedicado à amamentação e interação, rodas de conversa com orientadores e muita animação. “Nada disto teria sentido se não fosse pelo objetivo de divulgar um tema tão importante: a amamentação. Eu fiquei comovido com esta ideia e, graças a esta competente equipe, o resultado é esse evento maravilhoso”, ressaltou o secretário de saúde, Vanderlei Cocato, que fez questão de denominar e agradecer todos os profissionais envolvidos. “Vocês estão me ajudando a transformar e salvar vidas, muito obrigado”, elogiou ele.
“A Secretaria de Saúde está de parabéns. Ficou tudo muito lindo para mostrar que só o leite da mãe é suficiente para os bebês até seis meses. Eu ouvia tanta bobagem sobre completar a amamentação, como dar água, fruta, chá. Nada disso é necessário até a recomendação do pediatra”, afirmou Berenice Feliciano da Silva, mãe do Pietro, bebê de quatro meses.
Para primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andrea Souza, amamentar é um ato de amor. “Parabéns aos organizadores. Como mãe, um dos maiores privilégios que tive foi de poder amamentar. Isso é divino, um ato de amor. Todas as mulheres que puderem, deve fazê-lo”, afirmou ela. A presidente da Câmara, Carla Lucena, autora de lei municipal que garante a amamentação em locais públicos na cidade, falou sobre a importância do ato. “Precisamos lutar contra o preconceito da amamentação. ?? direito de todas as mulheres e é realmente a base da vida”.
Segundo a nutricionista da secretaria de saúde, Ana Gisele, o leite materno possui todos os nutrientes necessários para o bebê desde o seu nascimento até os seis meses de idade. “O restante é mito. Por isso, abraçamos a Hora do Mamaço para dar mais visibilidade à questão”, disse. O enfermeiro André Barros, organizador do evento, já adiantou que a programação deverá constar do calendário da Secretaria de Saúde para o próximo ano. “Foi uma ideia muito bem recebida pelos profissionais da saúde, pela comunidade em geral e pelo empresariado da cidade que colaborou patrocinando a estrutura do evento. Nós agradecemos a todos os envolvidos e esperamos que ação sirva para mostrar a importância da amamentação”, finalizou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE