Edit

Madero passa por crise econômica

Um dos restaurantes queridinhos da classe média, o Madero corre o risco de fechar as portas. Após adiar sua oferta inicial de ações para 2022, a rede de restaurantes Madero está em busca de um sócio para escapar da falência. Segundo o site Estado de Minas, o fundador do negócio, Junior Durski, avaliou que será bem difícil tocar a empresa sem que um grande investidor injete dinheiro na empresa. A empresa tem uma unidade container em Americana desde 2018.

 

No total, as dívidas do Madero estão em torno de R$ 2,4 bilhões. A péssima situação financeira é resultado do fechamento de restaurantes durante a pandemia do novo coronavírus (e que ainda não terminou). A imagem da empresa também não anda lá das melhores entre o público. Recentemente, Durski, bolsonarista radical, atacou o Supremo Tribunal Federal e o Congresso.

 

No início da pandemia, ele disse que o Brasil não podia parar por “5 mil ou 7 mil mortes”. Até o momento, o Brasil já soma 606 mil mortos por causa da covid-19. Essas e outras opiniões de Durski fizeram com que o Madero fosse fortemente criticado nas redes sociais.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE