Lula tentará redução de pena no TRF4

Reportagem de Carolina Brígido e André Souza no Globo informa que o novo pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Supremo Tribunal Federal (STF) tem pouca chance de ser concedido. O caso será julgado pela Segunda Turma da Corte. Ainda não está decidido se o tema será julgado ainda neste ano. Caberá ao presidente do colegiado, ministro Ricardo Lewandowski, definir a data.
De acordo com o jornal, os advogados de Lula também querem a declaração de nulidade dos atos do juiz federal Sérgio Moro. O magistrado paranaense condenou Lula na primeira instância, no processo do triplex do Guarujá  (SP). Depois, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região confirmou a decisão, cujo resultado foi a inelegibilidade de Lula. Para a defesa, Moro perseguiu o ex-presidente.
No entanto, alguns ministros do tribunal têm um entendimento que poderá levar à libertação de Lula. No julgamento de um recurso contra a condenação do TRF-4, existe a chance de ser excluído do  cálculo da pena total o crime de lavagem de dinheiro e manter apenas o crime de corrupção. 
Para ao menos três integrantes do STF, ocorreu ???bis in idem???. No jargão jurídico, significa que um mesmo fato ocasionou duas sanções, o que não é permitido. Com a  pena total menor, Lula poderia conseguir progressão do regime fechado para o semiaberto, ou mesmo para a prisão domiciliar, finaliza a reportagem de O Globo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE