Lista do ‘Farmácia Popular’ agora obrigatória

Está em vigor desde o último dia 31 a lei que dispõe sobre a obrigatoriedade das redes de farmácias do Município, cadastradas no programa ‘Farmácia Popular’, disponibilizarem ao público a lista de medicamentos gratuitos fornecidos pelo Ministério da Saúde. O projeto foi proposto pelo vereador Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB), que defende a importância dos munícipes terem acesso a essas informações.

Conforme prevê a Lei Municipal 2.842/2014, os estabelecimentos farmacêuticos, drogarias e similares cadastrados devem dispor a lista de medicamentos gratuitos em local visível e de fácil acesso ao público. Poneis defende a legalidade da medida, citando que em Valinhos foi aprovada lei com teor similar, com intuito de facilitar o acesso dos pacientes para conseguir gratuitamente os medicamentos receitados.
Quem infringir a norma fica sujeito à advertência, na primeira autuação, sendo notificado o estabelecimento para efetuar a regularização da pendência em até 15 dias úteis. Persistindo o descumprimento, será aplicada multa no valor de 30 UFESPs (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo). E se em até 30 dias úteis após aplicação da multa não houver a regularização do problema, está prevista nova penalidade financeira, no valor de 60 UFESPs.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE