Libras serão oferecidas em escolas de SM

Começa nesta quarta-feira, dia 13 de abril, a edição 2016 do projeto TQT (Teclas Que Transformam ??? Inclusão e Acessibilidade), que tem o objetivo de promover inclusão e acessibilidade a surdos e deficientes auditivos. As oficinas serão feitas em escolas municipais e crianças a partir dos 06 anos de idade podem participar. O projeto é desenvolvido desde 2008 pela entidade Nisfram, que é conveniada à Prefeitura de Sumaré, e conta com patrocínio da Sotreq/Sumaré Somov e Villares Metals.
O projeto TQT vai oferecer cursos de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para surdos e ouvintes, preparação e encaminhamento para o mercado de trabalho e acompanhamento social em demandas oriundas da respectiva deficiência. A previsão é que as oficinas de Libras atendam cerca de 160 crianças e adolescentes, com carga horária de 40 horas, e sejam ministradas até dezembro.
As escolas municipais que receberão as oficinas são Antonietta Cia Viel, no Parque Virgilio Viel, Flora Ferreira Gomes, no Conjunto Habitacional Angelo Tomazin, e Santo Tomazin Municipal, no Jardim Paulista. Na própria entidade Nisfram também haverá aulas de reforço. As atividades ficarão por conta da pedagoga surda Larissa Ohana Silvestre. 
Além das unidades de Educação do Município, o mesmo curso já está sendo desenvolvido na Faculdade Anhanguera, para uma turma de 50 pessoas, e há a previsão para que professores da Rede Municipal de Ensino também recebam a capacitação neste ano.
O ???Teclas Que Transformam??? é um projeto patrocinado via Conselho Municipal Da Criança e do Adolescente de Sumaré, pela Lei de Incentivo 1% do Imposto de Renda a pagar. Além das empresas patrocinadoras, o TQT também conta com apoio da Prefeitura de Sumaré, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE