Lewandowski concede habeas corpus para Pazuello ficar mudo na CPI

O ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal concedeu o Habeas Corpus para que o ex-ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro, Eduardo Pazuello, possa se eximir de responder perguntas dos senadores durante seu depoimento na CPI da Covid-19 e não “produza provas contra si”.

O pedido foi feito na quinta-feira pela Advocacia Geral da União. A comissão, que analisa a conduta do governo federal na resposta à pandemia, recebe Pazuello no dia 19 de maio.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE