Levi quer Censo para identificar os autistas em Nova Odessa

Saber o número de pessoas com TEA (Transtorno de Espectro Autista) em Nova Odessa é o primeiro passo para a definição de políticas públicas adequadas e voltadas ao atendimento desses pacientes. É o que defende o vereador Levi Tosta, o Levi da Farmácia (DEM), em indicação protocolada na Câmara Municipal.

“Hoje não temos números atualizados sobre a incidência do autismo na cidade. Para que possamos buscar melhorias para essa população, com políticas públicas voltadas ao atendimento especializado e inclusão, precisamos determinar esse público. Saber quantas pessoas precisam desse atendimento é o primeiro passo para estruturar uma rede de serviços voltados a essa população”, explicou o vereador.

Segundo o parlamentar, tramita na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o Projeto de Lei de nº 670/2020, que altera a Lei 17.158, de 18 de setembro de 2019, que institui a Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno de Espectro Autista. “Até mesmo para aplicação correta dessa lei e das possíveis alterações propostas no projeto, é muito importante que a cidade conheça sua população autista, saiba quem são, onde moram, enfim, é essencial ter informações”, completou Levi.

Na indicação, que deverá ser encaminhada à prefeitura após aprovação em plenário, o vereador sugere a realização de um censo municipal para o levantamento das informações sobre os pacientes com TEA.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE