Leitinho se reúne com estagiários e anuncia ampliação do programa

“O estágio é bom para quem precisa fazer e às vezes não encontra vagas disponíveis. E é papel da Prefeitura, também, auxiliar os jovens da cidade neste começo de carreira, no início da vida profissional, disponibilizando vagas de estágio. O que acaba sendo bom também para a população, no atendimento ao cidadão”, acrescentou o prefeito.

Em seguida, ele contou um pouco de sua experiência na faculdade, no estágio e no início da carreira como veterinário – em paralelo à sua atuação pública enquanto vereador em Nova Odessa por quatro mandatos consecutivos, desde 2005.
“Quando me formei, tive que rodar muitas clínicas veterinárias para conseguir meu estágio. Então sei como é e vamos procurar formas de ampliar esse programa, incluindo novas vagas em outras áreas da Prefeitura além das que já disponibilizam vagas atualmente. Quero abrir o leque para outros cursos, para que, terminando a faculdade, os jovens novaodessenses tenham oportunidade de estágio e de já iniciar suas carreiras de forma adequada, fazendo este estágio na Prefeitura”, destacou Leitinho.
Por fim, o prefeito pediu empenho dos estudantes e dedicação às suas carreiras. “Se dediquem, estudem, aproveitem a experiência dos servidores e dos gestores do setor em que você faz estágio, porque assim, logo após a formatura, vocês já vão ter a experiência mínima necessária para começar na profissão. E não tenham vergonha de perguntar e tirar suas dúvidas, para aprender a prática da maneira correta. Quem sabe, no futuro, vocês até se tornem servidores públicos. Queremos ajudar a todos”, concluiu o prefeito.
REUNIÕES
Na segunda-feira, o prefeito já havia feito três encontros com equipes da Administração Municipal, incluindo sua nova equipe de primeiro escalão (secretários e secretários-adjuntos), com os servidores comissionados e com os servidores de carreira que ocupam funções gratificadas. Na ocasião, ele pediu empenho de todos e respeito a todos que atuam em prol da população da cidade, independente de cargo ou função.
No caso dos servidores de carreira que ocupam funções gratificadas – ou seja, “atribuições especiais assumidas em caráter excepcional e temporário por ocupantes de cargos de provimento efetivo (concursados) em acréscimo àquelas inerentes aos postos” de origem –, o prefeito informou que eles podem retornar às funções originais, serem mantidos nas funções atuais ou terem sua experiência aproveitada em outras funções. Segundo o prefeito, a nova gestão vai procurar reduzir o impacto dos cargos não efetivos e das funções gratificadas nas finanças municipais, desde que não haja impactos negativos no atendimento à população.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE