Edit

Leitinho anuncia programa de castração para mil animais

O prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, anunciou nesta sexta-feira (15/10) um novo programa municipal de castração animal voltado a pets de famílias carentes de Nova Odessa, bem como para animais abandonados e abrigados por ONGs e cuidadores da cidade. O programa prevê a castração e colocação de microchips de identificação em 1.000 animais – incluindo 600 cães e 400 gatos.

O processo será novamente conduzido pela equipe do Setor de Zoonoses da Secretaria de Saúde, e vai acontecer uma clínica contratada através de processo licitatório. A iniciativa recebe investimento de R$ 230 mil, viabilizada com recursos próprios da Prefeitura.

“É um programa importantíssimo. Além de evitar a crias indesejadas, a castração reduz o aparecimento de diversas doenças nos nossos amiguinhos de quatro patas. Os animais podem ser castrados a partir de 6 meses de idade”, explicou o prefeito – que é médico veterinário, cuidador e defensor histórico da causa animal na cidade e na região.

No caso dos animais sob responsabilidade de famílias de baixa renda, as inscrições no programa vão depender de avaliação socioeconômica, e começam já nesta terça-feira (19/10). As inscrições prosseguem nos dias úteis, das 8h30 às 15h, na Central de Atendimentos do Paço Municipal (Avenida João Pessoa, 777 – Centro). Serão distribuídas até 100 senhas por dia, sempre no primeiro horário – equivalentes à capacidade diária de atendimento da equipe.

“Serão castrados, ao longo do programa, 600 cachorros e 400 gatos. Os procedimentos serão realizados mediante agendamento informado por nós à família, na Clínica Veterinária Piconi, vencedora da licitação. Para garantir a castração do pet, o morador deverá se cadastrar no Setor de Protocolo da Prefeitura e se enquadrar nos critérios de renda”, explicou a veterinária Paula Faciulli, coordenadora do Setor de Zoonoses.

Assim, só poderão participar do programa de castração proprietários de cães e gatos que morem em Nova Odessa e que sejam de famílias de baixa renda, e preferencialmente animais SRD (“sem raça definida”).

“Por isso, criamos um protocolo de cadastramento mais rígido e transparente, com exigência do novo Cartão + Saúde (exigido para consultas e exames na Rede Municipal de Saúde) e documentos para comprovação de moradia. Além dessa documentação, estaremos visitando os endereços cadastrados para verificar se o animal é mesmo do endereço cadastrado. Lembrando que primeiro serão contempladas as famílias de baixa renda, animais SRD”, acrescentou a veterinária.

“Após as pessoas realizarem o cadastro de seus animais, o Setor de Zoonoses irá até o endereço cadastrado e depois vai agendar as cirurgias, que terão datas e horários agendados. No dia em que o proprietário levar seu animal na clínica veterinária, o médico veterinário fará uma avaliação de seu estado de saúde e, estando apto, realizaremos o procedimento cirúrgico”, completo Paula.

COMO FAZER O CADASTRO

Onde: Setor de Protocolo da Prefeitura, na Avenida João Pessoa, 777 – Centro

Horário: de segunda a sexta, das 8h30 às 15h ou até acabarem as senhas (100 por dia)

Exigências: ser morador de Nova Odessa e de família de baixa renda

Documentos: cópias do RG, CPF, comprovante de endereço, Cartão + Saúde (novo) em nome de quem vai fazer a inscrição. Caso o comprovante de endereço não esteja no nome da pessoa, é preciso apresentar declaração ou cópia do contrato de aluguel. Se estiver no nome do pai ou mãe, não é necessário

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE