Edit

Leitinho anuncia mutirão com 600 cirurgias de catarata

O prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, anunciou nesta quinta-feira (28/10) a realização de 600 cirurgias individuais de catarata em moradores de Nova Odessa, alguns deles aguardando desde 2018. Segundo a equipe da Central de Regulação da Rede Municipal de Saúde, esse total vai atender a grande parte da demanda reprimida na cidade, em torno de 600 pacientes.

A Prefeitura investe R$ 418.200,00 nesta ação, que deve levar em torno de 6 meses para ser concluída. O recurso é fruto de uma emenda destinada para a Saúde Municipal no início deste ano, pelo deputado federal Rui Falcão.

“Estou impressionado com seu governo, Leitinho. Está fazendo um grande investimento na Saúde, resolveu problemas para garantir o suporte ao tratamento da Covid-19. Sobre a indicação de emenda parlamentar para investimento na Saúde Pública do município, trata-se de recurso para auxiliar no SUS e no fortalecimento da rede pública”, comentou Rui Falcão na ocasião.

A empresa vencedora da licitação tipo pregão eletrônico é a Bosco Clínica Médica Ltda, que ofereceu o menor preço – ou R$ 698,00 por olho. O programa vai ser fiscalizado por um médico regulador da própria Rede Municipal, designado pela Secretaria de Saúde da cidade para garantir a qualidade do atendimento aos pacientes novaodessenses.

“A cirurgia da catarata tem um efeito imediato, ela melhora a qualidade de vida da pessoa, principalmente dos idosos, que muitas vezes já não estão enxergando direito por causa do problema. Graças a Deus conseguimos viabilizar, em apenas dez meses de governo, esse primeiro mutirão de catarata na cidade”, afirmou o prefeito Leitinho ao anunciar o “mutirão”.

Segundo a coordenadora da Central de Regulação, Jaqueline Serrano, como a “fila” atual a ser entendida inclui pedidos de 2018 e 2019, estes casos mais antigos deverão ser reavaliados pela equipe de médicos oftalmologistas da própria Rede. “Devido ao tempo de espera, esses pacientes podem ter tido seu quadro clínico alterado ou adquirido outras comorbidades, então tudo isso precisa ser reavaliado”, explicou.

Já os pacientes aguardando há menos tempo, desde 2020, provavelmente serão direcionados diretamente para avaliação pré-cirúrgica com o prestador do serviço contratado. A intenção é que, dentro de seis meses, estas 600 cirurgias tenham sido realizadas, diminuindo drasticamente a “fila”.

Segundo Jaqueline Serrano, o mutirão municipal é ainda mais relevante num momento em que os hospitais de referência do SUS estadual não estão atendendo esta especialidade, principalmente em função da pandemia. “Muitos deles permanecem como referência para Covid, e não estão realizando as cirurgias eletivas, como a da catarata. O foco deles é a Covid ainda”, afirmou a assistente social.

OLHO NO CADASTRO!

Nas próximas semanas, os primeiros pacientes já devem começar a receber as ligações da Central de Regulação para agendamento das consultas de avaliação. Por isso, todos os pacientes na “fila” da cirurgia de catarata pelo SUS (Sistema Único de saúde) em Nova Odessa devem ficar atentos aos telefones informados em seus cadastros junto à Secretaria.

O paciente que aguarda um exame e mudou de telefone deve procurar imediatamente a UBS (Unidade Básica de Saúde) onde é “referenciado” ou o Setor de Cadastro da Secretaria – a central do Cartão Mais Saúde, no antigo CTVP, atrás do Hospital e Maternidade Municipal.

Outra opção para estas pessoas que mudaram de telefone é o novo número de WhatsApp da Central de Regulação da Rede Municipal de Saúde, o (19) 99752-6023. A equipe pede que os pacientes aguardando cirurgias de catarata entrem em contato com urgência.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE