Leitinho acompanha distribuição de ‘kits alimentação’ a alunos de Emef

O prefeito de Nova Odessa, Claudio José Schooder, o Leitinho, esteve nesta quarta-feira (19) na EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Salime Abdo, no Jardim Alvorada, acompanhando a entrega dos “kits alimentação” às famílias de alunos em situação de vulnerabilidade social desta unidade da Rede Municipal. A ação envolve, no total, a distribuição de 1.650 “kits” nas 25 escolas mantidas pela Prefeitura – entre creches, pré-escolas e escolas de Ensino Fundamental 1.

A partir das entregas de maio, o número de famílias beneficiadas pela Prefeitura através deste programa está praticamente dobrando: além de cerca de 900 famílias com acesso ao benefício por estarem inscritas em programas assistenciais federais, outras 850 em situação vulnerável foram incluídas no programa por determinação do prefeito. A seleção dos novos beneficiados seguiu levantamento realizado pelas próprias escolas municipais, que estão em contato com a realidade dessas pessoas.

“Eu acompanho as dificuldades que a população vem enfrentado durante a pandemia e tenho visto muitos pais e mães que perderam o emprego e não estão conseguindo colocar comida na mesa. Por isso, pedi à Secretaria de Educação para ampliar a entrega de alimentos e, agora em maio, estamos praticamente dobrando o número de famílias beneficiadas com este programa”, explicou o prefeito.

A iniciativa tem o objetivo de minimizar os impactos da pandemia durante o período em que as aulas estão sendo dadas de forma remota e os alunos não têm acesso à merenda escolar. Só no mês de maio, foram investidos mais de R$ 141 mil na viabilização do programa, em recursos de diversas fontes.

O kit contém arroz, feijão, óleo, macarrão, extrato de tomate, milho, ervilha, bolacha, leite em pó, achocolatado em pó, 3 caixinhas de bebidas lácteas e itens de hortifrútis que variam de acordo com a sazonalidade. Em maio, estão sendo distribuídos 1 quilo de banana e 1 quilo de cenoura para cada família.

O secretário de Educação, José Jorge Teixeira, voltou a afirmar que a distribuição dos alimentos será mantida em junho, mesmo confirmando-se a previsão de retorno parcial às aulas presenciais. “Já para o mês de agosto, estudaremos as medidas a serem tomadas considerando o avanço do Plano São Paulo de combate à pandemia de Covid-19”, informou. A distribuição dos alimentos vai ser mantida para o próximo mês, mesmo com a eventual volta das aulas presenciais.

Reforçado

De acordo com Juliana Pissaia, nutricionista do Setor de Alimentação Escolar da Prefeitura de Nova Odessa, embora o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) determine que os alunos tenham direito à quantidade de alimentos que consumiriam nas escolas caso as aulas estivessem sendo presenciais, “em Nova Odessa, esse benefício é muito mais abrangente”.

“Nosso kit quase corresponde a uma cesta básica completa. Além de favorecer os alunos com os alimentos, também estamos gerando renda para os pequenos agricultores, fornecedores dos hortifrútis que compõem os kits. Em maio, serão distribuídos 1 quilo de banana e 1 quilo de cenoura para cada família, por exemplo”, explicou a profissional recentemente.

A Rede Municipal novaodessense, mantida pela Prefeitura, possui 25 unidades, entre creches, pré-escolas e escolas de Ensino Fundamental 1, e conta com 55 diretores e especialistas, 400 professores, 200 integrantes nas equipes de apoio e atende a cerca de 5,6 mil alunos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE